Uma explicação para os círculos ingleses

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

A inteligência penetra em forma de ondas, formando figuras geo­métricas na Terra. Não são espaçonaves que pousam à noite nas plantações, deixando sua marca circular e partindo. Em­bora alguns círculos tenham realmente sido causados pelo pouso de espaçonaves, a inteligência pode adotar a aparência que desejar e freqüentemente vem em forma de ondas. Chega­rá o tempo em que, literalmente, uma enorme onda de luz co­brirá toda a Terra. A inteligência encontra-se além do mundo das palavras e das letras, pois trata-se de determinada freqüência que pode chegar na forma de figuras geométricas.

Pitágoras começou a perceber esse fenômeno, mas a sua geometria não foi compre­endida pelas outras pessoas. Geometria é uma inteligência evoluída, um conjunto de experiências que podem comunicar uma quantidade gigantesca de informação. Na verdade, os cír­culos nas plantações por todo o planeta foram feitos por sons acima da freqüência humana, simplesmente para implementar essas figuras de linguagem. Muitas vezes, no início, essas fi­guras são círculos. Evoluirão para triângulos, retas e muitas outras coisas.

Os círculos nas plantações têm sido mais frequentes na Inglaterra e no resto da Europa; contudo, existem também na América do Sul e na região conhecida antigamente por União Soviética. Aparecem também nos Estados Unidos, embora cer­tas pessoas estejam conseguindo dissimular a sua presença. Nós sabemos que há redes de televisão planejando fazer pro­gramas sobre esses círculos. Veremos o quanto fingirão nada saber sobre eles. Vai ser interessante. Estas formas geométricas assemelham-se a hieróglifos. Os hieróglifos e os pictógrafos gravados na rochas do planeta são uma geração de inteligência semelhante.

Em outras pala­vras, se alguém resolver ler os hieróglifos baseados na Pedra da Roseta, eles comunicarão uma coisa. Se alguém for capaz de se lembrar da linguagem secreta dos sacerdotes, os hieróglifos lhes contarão outra história. E se alguém for capaz de compreender a linguagem dos deuses criadores, eles dirão uma coisa inteiramente diferente. Os círculos e formas colocados na Terra estão aqui para ajudá-los a sustentar e administrar a vossa freqüência e para ajudá-los a ter coragem de viver a vossa luz. Eles proporcio­nam, de forma muito sutil, informações através da freqüência mas ninguém ainda consegue percebê-los.

Estas formas estão ligadas entre si e, se todas fossem escritas simultaneamente nos campos de algum fazendeiro, no mesmo instante algo iria acontecer. Elas são enviadas de um continente a outro e trans­mitem uma faixa de freqüência ao redor do planeta que irá ajudar a ativar a rede frequencial da Terra. Irão ajudá-Ios a não se sentirem tão assombrados com o que estão sabendo e a re­ceberem sem muito desconforto as mudanças de freqüência conforme forem ocorrendo. Isso é só um pouquinho do que os círculos das planta­ções podem fazer. Eles são muito interessantes. Vários deles foram idealizados e construídos pelos chamados Mestres Ascencionados. Há também uma brincadeira por trás disso tudo.

Alguns seres, ao se tornarem muito evoluídos, desen­volvem um tremendo senso de humor. Eles encontram humor em tudo. Como já dissemos, as formas e figuras geométricas são portadoras de inteligência. São ondas de frequência que po­dem ser moduladas e alteradas. Estas figuras que chegam à Terra assemelham-se a ondas de energia, ou faixas de energia. Elas contêm inteligência e estão sendo enviadas para, na seqüência, formar uma rede inteligente ao redor do planeta. Esta rede terá uma freqüência que a humanidade poderá usar para evoluir.

A linguagem completa ainda não chegou ao planeta. As faixas vêm para a Terra como resultado de certa evolução da consciência. Entram por vórtices que atualmente estão atrain­do essa freqüência. Durante os bilhões de anos que a Terra gira em sua órbita, estes centros foram cobertos e soterrados. Alguns ainda se encontram dormentes; muitos deles, porém, estão sendo despertados porque o selo que envolvia o planeta foi violado. Os círculos nas plantações constituem expressões fenomenológicas da conscientização.

Chegam à realidade de vocês para mostrar-lhes que a mente racional não é capaz de controlar todos os dados, embora quisesse muito. Existe uma intersecção entre esses eventos e os códigos de conscientização de todos os seres humanos. Todas as vezes em que a realidade não consegue ser racionalmente explicada, abre-se um nicho na consciência. Os círculos nas plantações encontram-se total­mente além da mente lógica. Forçam, portanto, a visão consensual da realidade a expandir-se, já que a realidade, da maneira como foi previamente concebida, não pode abrigar estes eventos como possíveis.

Eles são um gatilho. Forçam a realidade a ultrapassar seus próprios limites. Existem numerosas razões para a existência destes cír­culos nas plantações. Basicamente, eles existem para forçar a mudança da realidade - para fazê-Ios sentir em vez de pensar. A maioria das pessoas que estudam estes círculos pensam so­bre eles, em vez de senti-Ias. A Inglaterra está recebendo um número tão grande de círculos porque os britânicos possuem uma consciência muito orientada para o pensamento lógico.

No entanto, as terras do arquipélago inglês estão coalhadas de espirais megalíticas e formações rochosas que vêm causando intensa impressão nas faculdades intuitivas de seus habitantes. Este fenômeno não tem lógica. Está forçando uma socie­dade orientada pela lógica a reconhecer algo que não faz sen­tido, e de uma maneira muito brincalhona e óbvia, sem ameaçar a visão da realidade de ninguém. Se astronaves co­meçassem a pousar por toda parte, as pessoas ficariam inco­modadas.

Quando pés de milho abaixam-se em círculos concêntricos e nem ao menos se quebram ou morrem, ninguém fica realmente muito triste. Percebem como as energias brin­cam com vocês? É necessário fazer certas coisas para que se aprenda sem sobrecarregar os circuitos.

Esta linguagem está sendo introduzida no planeta como uma história - uma faixa de informação que sustenta uma freqüência, que irá ajudá-Ios a sustentar a vossa própria freqüência. À medida que despertam, torna-se fácil para as outras pessoas lerem e reconhecerem vocês. Estão sendo monitorados o tempo todo, porque existem instrumentos que monitoram a evolução e a situação da consciência. Quando a consciência atinge determinado estágio/recebe assistência de fora para estabelecer outros planos daquela freqüência.

Em outras palavras, digamos que vocês abram um res­taurante e estão fazendo muito sucesso. Vocês cuidam de tudo e vendem uma comida realmente muito boa. Aí chega alguém e diz: "Que tal abrir uma franquia? Vamos levá-Ios a toda a parte!" Estas figuras geométricas ajudam vocês a abrir fran­quias da freqüência, espalhando-a por todo o planeta e susten­tando-a. Trazem a vocês um novo nível de realização.

Bárbara Marciniak - Mensageiros do Amanhecer (1992) - baixe o livro AQUI!

5 comentários:

Maria Helena disse...

Olá Bárbara, muito prazer em conhecê-la e a seu trabalho. Estou passando hoje para divulgar as palestras que estão ocorrendo no Instituto de Pesquisas Projeciológicas Brasileiras de Wagner Borges. Estivemo em Curitiba no Congresso de UFO no Núcleo de Pesquisas Ufológicas (NPU-PR). Darão no domingo/12/set, palestras sobre os Círculos Ingleses, Ufos, Teorias Conspiratórias. são os palestrantes: Andy Tomas da Inglaterra e Stonehill da Rússia. Coloquei no meu blog o resumo sobre os cículos ingleses por Andy thomas e todas as informações de como se chegar lé, preço, etc. Se você acha que alguém possa se interessar, por favor envie o link. Vou ler com carinho suas postagens.
Um abraço e muita Paz!

Maria Helena disse...

Foi esta a melhor explicação que encontrei para os círculos a que atendeu melhor minha compreensão.Voltei do congresso surpresa com tudo que ouvi e vi. Pra dizer a verdade fui para lá num impulso de curiosidade.Foram muitas as boas surpresas. Voltando fui pesquisar , e que maravilha este texto.Obrigada! paz e Luz!

6a.freira disse...

Concordo, Maria Helena. Há muito que me encanto e deslumbro com a maravilha destas "mensagens geométricas", enigmas que me atraem especialmente pela perfeição e harmonia das formas. Agradeço a importante indicação bibliográfica, Fernando Augusto!

Rosane disse...

Olá Fernando Augusto e amigos do pista.
Obrigado por compartilhar as obras de Bárbara
Marciniak,pesquisei os textos também dos mensageiros do amanhecer, tudo maravilhoso!!

Que possamos nos envolver em luz e Harmonia.
Rosane Peon

Martyn disse...

P.10 Crop Circles 2011 - La figura esperada del 2011 - Simetría E8

http://youtu.be/Ke3_rWBvnxM

.
P.7 Crop Circles 2011 - Mensaje en código ASCII - Ea Enki

http://youtu.be/pxbU_MAf13Y