O medo e a mentira como arma de dominação

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O jornalista Aaron Russo, que fez uma excelente investigação sobre a farsa do IRS americano (Imposto sobre a Receita Americano), faz um depoimento onde diz que um membro da família Rockfeller lhe contou sobre o 11 de setembro 9 meses antes do evento, revelando-lhe também toda a agenda de ação da elite americana. Tudo isso é também citado "an passant" no excelente documentário Zeitgeist.


O mesmo Aaron Russo resolve fazer um documentário aprofundado sobre o IRS americano, o FED e sobre quem realmente manda nos EUA. O resultado está a seguir. Esse resultado demonstra que os EUA caminham para uma governo tirânico, onde o medo está sendo usado como arma de manobra para assegurar os objetivos controladores de uma elite nefasta. E como o que ocorre lá tem efeitos por aqui, podemos dizer que aqui pelo Brasil a arma principal não é tanto o medo (porque será que os jornais só falam repetidamente de desgraças? Será que é porque é assim que eles querem definir a realidade para nós afim de justificar a presença de uma ditadura disfarçada?), mas a fraude, que ocorre principalmente através de um sistema eleitoral que não garante ao eleitor que seu voto vai para quem ele escolheu. Vivemos uma falsa democracia, uma ditadura sofisticada, tecnológica, apoiada na fraude, numa mídia "global" e na corrupção. Se não vejamos:


Se você não paga o IPTU você perde a sua casa.

Se você não paga o IPVA você perde o seu carro.

Então você não é dono realmente nem de sua casa e nem do seu carro. Nâo há propriedade privada, você deve pagar a eles para ter o que é seu e pelo qual já pagou!


Você paga uma das maiores cargas tributárias do mundo. Tudo que você compra tem impostos embutidos. 44% em média. Em troca você tem um sistema de saúde falido, um sistema educacional pífio, estradas em péssimas condições e um sistema de segurança e de justiça que favorece os mais ricos.


Você paga uma das maiores taxas de juros do mundo. O sistema de crédito e os bancos são as empresas que mais lucram no Brasil. São os banqueiros que dominam o mundo, tendo como seus próprios mestres forças outras. Se nos EUA o FED é administrado diretamente por banqueiros privados aqui no Brasil quem está no comando desde o início do governo Lula é Henrique Meireles, que é do PSDB, e que Lula teve que aceitar no BACEN sob a justificativa de tal figura ter excelente trânsito entre a banca internacional.


Você não tem garantia nenhuma de que seu voto vai para quem você escolheu. CLIQUE NO LINK.


O voto não pode ser recontado ou auditado. Nossa classe política é das mais corruptas e despreparadas.


A Justiça Eleitoral brasileira administra a votação eletrônica, faz as leis eleitorais e julga as questões eleitorais, possuindo, assim, poderes totalitários e ditatoriais sobre o processo de eleição.Trata-se de uma verdadeira oligarquia jurídica e política.


CLIQUE NOS LINKS PARA MAIORES INFORMAÇÕES.


Na questão do voto a Justiça Eleitoral é o executivo, o legislativo e o judiciário.


No Paraguai nossas urnas eletrônicas foram jogadas no lixo.


Foram feitos testes que comprovaram a vulnerabilidade das urnas brasileiras.


A empresa que as produz é americana (EUA).


O salário mínino deveria ser 5 vezes maior do que é.


O Brasil possui a maior concentração latifundiária do mundo.


Também possui uma das maiores concentrações de renda.


Se você anda sozinho a noite sem documentos pode ir preso. Ou morto.


Se você quiser abrir uma empresa a carga de impostos e burocrática é tão grande que você desiste.


Como já dissemos, o sistema de saúde é ruim. O sistema escolar também. A segurança idem. As drogas infestam a sociedade apesar da política proibicionista.


O sistema de comunicação via televisão é controlado por umas poucas famílias, as notícias são filtradas e servem aos interesses dessas famílias e aos donos do poder. Por que o documentário da BBC sobre a rede Globo nunca passou em nenhuma TV daqui?


A noite numa grande cidade é um risco de vida considerável. Você se tornou um prisioneiro em seu próprio lar.


Isso pode ser chamado de democracia e de vida digna? Liberdade?


Plim, plim. Desligue a TV.





































Um comentário:

infinitoaldoluiz disse...

Sinto muito, me perdoe, te amo, sou grato! Maravilha de postagem, já estou fazendo "links" para meu blogue. Grande abraço!