Tantrismo: uma religião do Sagrado Feminino - 1ª parte

segunda-feira, 4 de novembro de 2013


A Maioria dos ocidentais usa a palavra "Tantra" para cobrir a sagrada e acentuada sexualidade. Tantra, como prática medicinal no Oeste, referido como "neo-Tantra", pede emprestado de muitas tradições incluindo Taoísmo, Hindu Tantra, Quodoshka Americano Nativo, Africano, Polynesian, Wiccan, Gnosticismo Cristão, etc. O Real "Tantrismo" é uma disciplina espiritual rigorosa de vasto campo de estudo, sendo uma pequena parte porém, importante o aspecto sexual. Experiências Místicas de alterados estados de consciência resultam em muitos dos processos, especialmente o procedimento de utilização da energia sexual.


Tantristas usam o princípio do ritual de sublimação dos impulsos naturais para atingir alterados estados de consciência. Peritos do Tantrismo são treinados para usar todas as suas energias diretas para a conquista da Eternidade. A satisfação ritual de luxúria e o consumo dedicado de carne ou licor são esotericamente meios significantes de compreender a unidade de carne e espírito, do ser humano e do astral. Eles não são considerados pecaminosos e agem, ao contrário, como meios efetivos de salvação. A Cópula Ritual está, para ambos companheiros, como um formulário de comunhão de existências e uma participação em processos divinos e cósmicos. A experiência de transcender espaço e tempo, de superar a extraordinária dualidade de espírito e matéria, de recuperar a unidade do primaveral, a realização da identidade de Deus e sua Shakti, e dos manifestados aspectos do imanifesto do Todo, esses constituem os muitos mistérios do Tantra.

O TANTRISMO é um sistema de adoração Ideal. Sua posição central é que há unicamente “Um Princípio Final”, mas que este Princípio tem dois aspectos, um Transcendente, e o outro Imanente. Os Tantras explicam em grande detalhe a origem de Espírito e Matéria; eles discutem a natureza do Princípio Final; e eles explicam a causa do Impulso Inicial de Criação.

TANTRA ensina como lidar com os aspectos diferentes do Conhecimento Supremo e leva a caminhos práticos para experimentá-los.

Não há corpo de literatura tradicional que tenha sofrida tanta crítica espalhada, dos alunos Orientais e Ocidentais, como o Tantra, devido, principalmente, ao seu caráter altamente esotérico que gerou uma condição que praticamente impossibilita ao aluno não praticante a obtenção de informações adequadas e de seu conteúdo verdadeiro, para que com isso possa ele ter uma compreensão profunda, através da experimentação direta e de seus resultados.

O TANTRA considera o Universo como sendo uma REALIDADE MÁGICA, não contradizendo com o VEDA, que diz que o Universo é uma ilusão (MAYA).

Os TÂNTRICOS tentam lidar com todos assuntos, da criação do universo ao regulamento de sociedade, e eles sempre tem sido o repositório de conhecimento espiritual, esotérico e prático, especialmente a Ciência espiritual de Ioga.

OS TÂNTRICOS aceitam os VEDANTAS e não estão em nenhum caminho hostil ao Seis Darshanas. O propósito do Tantrismo é de tentar fornecer um caminho para salvação do homem durante a idade presente (KALI YUGA). Seus princípios são de requerimento universal sem consideração ao tempo ou lugar, temperamento ou capacidade. Eles colocam a prova aquela especulação filosófica de que não existem coisas suficientes para satisfazer a fome espiritual da alma na Natureza, nenhuma descrição por mais precisa que seja de um banquete é suficiente para satisfazer a fome física do corpo. Portanto, os Tantristas fornecem não unicamente os princípios de especulação, mas também o fundamento para experiência; eles não unicamente discutem, mas principalmente experimentam. Eles fornecem uma fundação racional aos exercícios espirituais da Ciência de Ioga que liberará um homem (ou uma mulher) durante UMA existência. Essas práticas são referidas como SADHANA, aquela prática próspera que conduz para emancipação final da alma. Por toda a sua estrutura, o Tantra coloca uma ênfase dominante no aspecto prático de conhecimento espiritual.

O propósito declarado do TANTRISMO é de fornecer aos anões espirituais métodos de Ioga do Kali como meio de sublimar suas obsessões e de dominar suas tendências animais dentro dos êxtases espirituais. Os mais altos ensinamentos da Idade Dourada da espiritualidade (SATYA YUGA) são impraticáveis por longos períodos, ninguém os compreende profundamente, eles estão somente na letra morta. Nós estamos também fracos, e somos por demais escravos de nossos sentidos para empreender as austeridades da disciplina pessoal como foram soletradas nas sagradas escrituras do prime VEDIC. Para nós um manual diferente de liberação espiritual, que se encaixe em nossas necessidades, têm sido fornecidas pelo TANTRA. O caminho fornecido pelo TANTRA deve ser o da reintegração dos dois pólos de existência - Masculino (+), e Fêmea (-). Não Há outro caminho no Kali Yuga.

TANTRA, embora monitorado, pressupõe e demonstra, através das realizações excepcionais compreendidas por muitos peritos avançados, a existência da consciência Absoluta como verídica e composta de duas realidades essenciais, ambas eternas mas de uma natureza complementar: SHIVA - O Espírito Supremo, O Conhecimento do sentimento puro e SHAKTI - a Natureza, a esfera de objetividade. SHIVA é o Princípio Final da Realidade Absoluta, a Causa Primordial, a Transcendente e a imanente Essência Final. SHAKTI é a totalidade da Manifestação Cósmica, o Universo.

SHAKTI impregna toda a manifestação cósmica como uma energia invisível sagrada. Ela contém o oceano de possibilidades através de que SHIVA pode se manifestar.

Como Realidades polares, SHIVA (O espirito supremo da natureza) é o Princípio Masculino Eterno, o Pai Cósmico; SHAKTI (A natureza em si) é o Princípio Feminino Eterno, a Mãe Cósmica dos Mundos.

Devido a similitude que existe entre o Homem e Universo, essas duas Realidades Finais têm sua reflexão em toda existência humana.

O alvo do TANTRA está em fornecer o procedimento necessário para descobrir essas Realidades dentro da existência do praticante e para compreender a fusão entre eles e seus correspondentes cósmicos. Desta Forma, o YOGUI alcança o KAIVALYA, um estado permanente de autonomia perfeita e domínio pessoal transcendental. Em outras palavras, quando o YOG conhece o SHIVA Cósmico através de seu SHIVA humano, ele atinge o mais alto estado de conhecimento e o nível mais expandido de consciência, conhecida em IOGA como SAMADHI.

Isto é o primeiro passo para o esclarecimento. O segundo passo é a viagem as fronteiras do Infinito, do estado de beatitude pura e infinita, transbordando em uma abundância suprema, a felicidade Suprema sobre tudo que é manifestado. Esta Verdade foi belamente expressada em uma maneira simbólica na TABULA SMARAGDINA, um texto do Cabalístico:

"Da Terra [esta energia misteriosa] ascende ao Céu, então volta à Terra, cercando a cúpula Mais Alta e as Forças Abaixadas. Nesta maneira você obtém glória perfeita. De agora em diante, todas as Forças da Escuridão fogem de você."

O estado supremo não é atingido por idas fora do mundo (que é a atitude de outros sistemas espirituais que consideram o mundo como uma ilusão) mas por compreender os manifestos Absolutos em todas as coisas. Seus Ensinamentos habilmente nos guiam em como usar o que aprendemos nos adaptando à cada circunstância particular.

TANTRISTAS pressentem o Universo como extremamente complexo, uma rede multi-dimensional de energias invisíveis. Esta Ciência permite a expansão controlada de conhecimento além do circulo de aparecimentos ilusórios e assim nos libera da ignorância. TANTRA é também chamado VAMA MARGA, O Caminho da Mão Esquerda, devido ao fato de que mulheres, que estão sobre a influência lunar, polaridade negativa ou a esquerda, jogam um papel de essencial importância nesta Ciência. Entretanto, O Caminho que é recomendado aqui não é de jeito nenhum feito de negações ou austeridades como em outros sistemas espirituais maiores, mas de prazer e beatitudes. A Tradição do TANTRISMO propõe claramente que o estado de integração harmoniosa e liberdade espiritual pode ser obtida unicamente através de experiência direta, apaixonada e não separada vivendo a vida do cotidiano. Os níveis inferiores de conhecimento não podem ser forçadamente controlados e prosperamente superados a menos que sejam experimentados intensamente e totalmente, vivido na plenitude total de sua força.

Prazer não é um fim, mas um caminho para alcançar Conhecimento Divino.

Neste respeito, textos do TANTRISMO dizem que ninguém a vontade é capaz de obter perfeição espiritual usando técnicas chatas e difíceis (para nossa mentalidade do Kali Yuga). Perfeição pode ser facilmente compreendida usando a realização sábia de todos os desejos. Os muitos processos que para outros podiam causar decadência ou morte, veneno ou mau, pode ser usado sabiamente e firmemente pelo enaltecimento espiritual a transformar qualquer corrente energética para o sentido de cura miraculosa da alma.

"Um pode vencer à terra, outro um pode, sem dúvida, levantar ele mesmo com a ajuda da terra."

Outro texto diz:

"Se um homem é um YOGIN, ele não desfruta prazeres sensuais; enquanto um que desfruta deles não pode saber IOGA. Aí está porquê o KAULA (uma Escola Do TANTRIC) caminho, contendo a essência de diversão sexual e IOGA, é superior a para todos caminhos. Na aproximação do KAULA, diversão sexual vira IOGA diretamente. Que em religião convencional é considerada pecado, [quando praticado nosso caminho] torna-se mais meritório.
KULARNAVA TANTRA 2. 23

Outra versão do mesmo texto:

"Em outros sistemas, nenhum um IOGUE pode simpatizar com as diversões do mundo (i.e. ele não pode ser um BHOGI; nem um BHOGI que está no meio de diversões mundanas pode ser um IOGUE. Mas no caminho de KAULA, ambas IOGA e BHOGA tem uma união feliz. KAULA DHARMA é BHOGA e também IOGA; que aparentemente é um pecado, aqui é transformado em uma força de Deus; e o SAMSARA torna-se um meio para liberação."

Na tradição do TANTRISMO, IOGA (união com o Deus) é simultâneo com a paixão vivendo de deleites do mundo, conduzindo ao estado de iluminação através das forças do super normal (SIDDHIS), que são obtidas através de treinamento prático destes procedimentos especiais. Essas forças servem um propósito definido no caminho de atingir o Supremo.

A filosofia do TANTRISMO por si mesmo inclui em seu todo de teoria os níveis do Universo e dá uma importância predominante para astronomia, biologia, parapsicologia, anatomia, meditação, medicina, música, arte e sexualidade. De Fato, a experiência sexual, é considerada uma unificação dos princípios do Masculino Eterno (+) e Fêmea Eterna (-), têm um lugar muito importante em técnicas TÂNTRICAS e procedimentos que estão freqüentemente ligados ao profundamente erótico.

Aqui, sexualidade tem forma unicamente basal, prima facie de suas técnicas. Isto é submetido a uma disciplina rigorosa, porque isto é conhecido, que o segredo da Vida esta em controlar a energia sexual.


-->
-->
Compreender a atitude do TANTRISMO em relação a sexualidade requer abrir a mente totalmente a uma reversão de perspectiva. Nós estamos acostumados com uma mentalidade puritana em ver o sexualidade como um "pecado" para que seja evitado e vergonhoso (ou, em qualquer caso, para guardar isto em "segredo" por causa de sua "impureza"), nós temos todas as oportunidades para considerar o TANTRISMO como sendo um assalto provocador a moralidade convencional e assim transformá-lo em algo completamente sem valor espiritual impedindo que se veja o tremendo poder de tal perspectiva. Para que possamos compreender isto, nós devemos primeiro nos permitir a ver a dimensão humana como vibrando em identidade com os sagrados aspectos divinos da Criação. Desta perspectiva do sagrado, sexualidade é vista como reproduzindo em uma escala menor a contínua interação do processo Cósmico que é manifestação no Universo inteiro da Realidade Absoluta. Nesta nova visão, "pecado" desaparece (isto nunca existiu, de qualquer modo!), existência repousada em beatitude pura e amor total. União Sexual é assim um conjunto de disciplinas meditativas com um profundo apelo psicomental e efeitos espirituais.

Portanto não há obscenidade ou pornografia mas unicamente simbolismo sublime e de refinada beleza. A figura de um homem em cópula com uma mulher em união sexual não é pensado impuro ou pecaminoso, ao Contrário, isto é considerado ser um rito verdadeiramente sublime. O adorador masculino tem uma atitude que é diferente à mulher no desempenho do ato sexual. A mulher é transfigurada dentro de um símbolo vivo na manifestação terrestre da Mãe Divina do Universo (PARA SHAKTI). Igualmente, à mulher difere do homem que representa uma incorporação vital do Princípio Masculino Eterno (SHIVA). A beatitude sexual deve ser levantada a um nível transcendental de uma psique extraordinária experimentando um caráter espiritualizado refletindo, então, a felicidade inefável de uma natureza cósmica sutil, sabida em IOGA como ANANDA (i.e., beatitude cósmica) e no TANTRA como SAMARASA (i.e., o sabor da igualdade).

A.D.

4 comentários:

Rafael F.C. disse...

Prazer A.D.

Agradeço por esta excelente apresentação sobre o Tantra..
Caminho ao qual muitos "coisificam", falam que é só sexo rsrs

oanonimo disse...

A.D.
Acredito que existem diversas escolas orientais que adotam os estudos do tantrismo, algumas de um ponto mais extremo outras de uma forma mais equilibrada.

Eu acredito que a reintegração dos dois pólos é uma forma de canalizar as energia para atingir a iluminação, podendo ser usada de forma conciente ou simplismente para a liberacao de energia vital.

Tenho diversos amigos que acreditam que a unica coisa que as mulheres (ou eles) pensam e no sexo, talvez eles tenham uma energial vital enorme e nao tem conciencia disso, acaba utilizando o ato sexual puramente para liberar a energia.

Também não podemos deixar de lado as fases da vida, algumas fases estamos abertos a integração dos polos outras estamos nos energizando.

Algumas perguntas... O que o tantrismo fala sobre conhecer o seu proprio eu? Ou sobre a abstinencia sexual?

Obrigado,
oanonimo

F.A. disse...

Anônimo,

vamos ver se ao longo dos textos (esse é apenas a 1ª parte) suas perguntas são respondidas. Tem muita água para rolar ainda, ok?

Paz e Luz,

F.A.

Rafael F.C. disse...

Quem conduz a realização do corpo por abraçar a unidade
Pode tornar-se indivisível
Quem respira com pureza por alcançar a suavidade
Pode tornar-se criança
Quem purifica através do conhecimento do mistério
Pode tornar-se imaculado

Ame o povo e governe o reino através do não-conhecimento

Ilumine e clareie os quatro cantos através da não-ação
Abra e feche a porta do céu através da ação feminina

O que gera e cria
Gera mas sem se apossar
Age sem querer para si
Cultiva mas sem dominar
Chama-se Misteriosa Virtude

Tao Te Ching