Inveja, um estudo.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013


Quando em êxtase vamos ao céu trazemos na volta uma luz em nós. E ao voltarmos essa luz brilha em nós para os outros e para nós mesmos. A luz excessiva do êxtase só nos permite sentir o júbilo infinito, mas a luz amena que trouxemos brilha nas trevas de nós mesmos. E aí percebemos em nós aquilo que antes do êxtase não conseguíamos perceber, ver.

Inveja.

A iluminação na escuridão.
Inveja é o motor da ação.
Inveja é a mola propulsora do cidadão.
Inveja é a reação
que o outro nos provoca quando secretamente desejamos aquilo que ele tem ou é.
Admiramos negativamente o outro, vemos no outro uma qualidade ambicionada e nossos olhos brilham em escurão.
Inveja seca-pimenteira, inveja magia negra, inveja cegueira do bem que há em nós;
Inveja, não quer ver o bem em nós e ambiciona-o no outro por comparação.
Inveja, único defeito que não possui um círculo próprio no inferno de Dante, porque alinhava todos eles.

Veja. Veja. Veja.

Amadeus (e Salieri): https://www.youtube.com/watch?v=-ciFTP_KRy4

E horrorizados vemos aquilo que não consegue olhar com alegria pelo bem que o outro é.

E vemos que nos fizemos tal como somos pela própria inveja não admitida.

Porque admiti-la destrói o nosso ser no mundo, por isso está escondida de ti por trás da ira, da crítica , do sacrifício ou da falsa rebeldia, com seus rebentos disformes da reclamação, da fofoca e do despacho de língua ferina.

Inveja. Veja in, olhe dentro, expurgue-a pelo olhar compreensivo, na figa da auto-observação, pois cada qual possui um dom divino para benefício de todos.

Oh, auto-estima minada!
Ó mediocridade de si!
Ó maldita e mal-olhada, escondes em ti teu próprio bem.

Se isso compreenderes terás a chave de teu próprio sucesso.
Se isso compreenderes terás a chave de teu próprio sucesso.
Se isso compreenderes terás a chave de teu próprio sucesso.

Compreenderás a ilusão quando veres que a vítima e o algoz são um só.
Assim como o olho e o olhar.

F.A.

3 comentários:

Daniele disse...

É, mais uma vez fez sentido porque senti em mim. Estou em um processo de olhar pra dentro e quanto mais faço isso mais me deparo com as ilusões que eu criei e sustento. Quanta energia gasta!!!!! E o desapego tem sido meu aliado, e a morte também. Saber que não preciso mais sustentar a maioria das ilusões que eu criei, para me esconder de mim, projetando no mundo o que não queria encarar em mim mesmo. E tudo se torna tão amplo, tão livre, e eu a cada passo passo a ser. No extase, iluminação, unificação seja lá qual for o nome, tudo é. Só que por enquanto dura segundos. Rsrs. Mas são os segundos que sinto que tudo vale a pena.

F.A. disse...

Oi, Daniele!

Olhar para a nossa sombra exige coragem e desapego, é como entrar no mundo de Hades, sempre se sai de lá transformado. Lá encontramos Perséfone, a Deusa Negra que compartilha 3 meses do Hades e 9 meses da Terra.

Seus segundos somaram um ponto crítico onde haverá uma revolução em si. Continue! Coragem!

No intento,

F.A.

Marie disse...

uma correção!!!
inveja vem do latim e significa in videre ; quer dizer não ver, cegueira
a inveja impede a ação correta e induz a maldade
a unica solução e nscientizar isso e ver a própria inveja para impedir as más consequências e a influência do diabo
com amor
marie da suécia