O que é esoterismo? 6ª parte

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Respondeu-lhes Jesus: Se reduzirdes dois a um, se fizerdes o interior como o exterior, e o exterior como o interior, se fizerdes o de cima como o de baixo, se fizerdes um o masculino e o feminino, de maneira que o masculino não seja mais masculino e o feminino não seja mais feminino - então entrareis no Reino.


É inegável a alusão ao esoterismo contida nos Evangelhos. Coloquei essas poucas citações porque além da beleza e da clareza, elas revelam o porquê dos apócrifos terem sido considerados como tais: eles retirariam da instituição cristã, qualquer que seja ela, a sua autoridade como intermediária entre o humano e o divino, vejam a citação 109.


3. Jesus disse: Se vossos guias vos disserem: ‘o reino está no céu', então as aves vos precederam; se vos disserem que está no mar, então os peixes vos precederam. Mas o reino está dentro de vós, e também fora de vós. Se vos conhecerdes, sereis conhecidos e sabereis que sois filhos do Pai Vivo. Mas, se não vos conhecerdes, vivereis em pobreza, e vós mesmos sereis essa pobreza.


5. Conhece o que está ante os teus olhos – e o que te é oculto te será revelado; porque nada é oculto que não seja manifestado.


13. Disse Jesus a seus discípulos: Comparai-me e dizei-me com quem me pareço eu.


Respondeu Simão Pedro: Tu és semelhante a um anjo justo.


Disse Mateus: Tu és semelhante a um homem sábio e compreensivo.


Respondeu Tomé: Mestre, minha boca é incapaz de dizer a quem tu és semelhante.


Replicou-lhe Jesus: Eu não sou teu Mestre, porque tu bebeste da Fonte borbulhante que te ofereci e nela te inebriaste.


Então levou Jesus Tomé à parte e afastou-se com ele; e falou com ele três palavras. E, quando Tomé voltou a ter com seus companheiros, estes lhe perguntaram: Que foi que Jesus te disse? Tomé lhes respondeu: Se eu vos dissesse uma só das palavras que ele me disse, vós havíeis de apedrejar-me - e das pedras romperia fogo para vos incendiar.


22. Jesus viu crianças de peito a mamarem. E ele disse a seus discípulos: Essas crianças de peito se parecem com aqueles que entram no Reino. Perguntaram-lhe eles: Se formos pequenos, entraremos no Reino?


Respondeu-lhes Jesus: Se reduzirdes dois a um, se fizerdes o interior como o exterior, e o exterior como o interior, se fizerdes o de cima como o de baixo, se fizerdes um o masculino e o feminino, de maneira que o masculino não seja mais masculino e o feminino não seja mais feminino - então entrareis no Reino.


24. Seus discípulos pediram: Mostra-nos o lugar onde tu estás, pois precisamos procurá-lo. Respondeu-lhes ele: Quem tem ouvidos, ouça! Há luz dentro dum ser luminoso, e ele ilumina o mundo inteiro. Se não o iluminar, ele é escuridão.


29. Jesus disse: Se a carne foi feita por causa do espírito, é isto maravilhoso. Mas, se o espírito foi feito por causa do corpo, é isto a maravilha das maravilhas. Eu, porém, estou maravilhado diante do seguinte: Como é que tamanha riqueza foi habitar em tanta pobreza?


37. Perguntaram os discípulos a Jesus: Em que dia nos aparecerás? Em que dia te veremos?


Respondeu Jesus: Se vos despojardes do vosso pudor; se, como crianças, tirardes os vossos vestidos e os colocardes sob os vossos pés, percebereis o filho do Vivo – e não conhecereis temor.


61. Jesus disse: Haverá dois na mesma cama: um morrerá, o outro viverá.


Salomé disse: Quem és tu, ó homem? Como que saído de um só? Tu que usavas a minha cama e comias à minha mesa?


Responde Jesus: Eu vim daquele que é todo um em si; isto me foi dado por meu Pai.


Disse Salomé: Eu sou discípula tua.


Vem a propósito o dito: Quando o discípulo é vácuo, será repleto de luz; mas quando é dividido, ele será repleto de treva.


67. Disse Jesus: Quem conhece o universo, mas não se possui a si mesmo, esse não possui nada.


70. Jesus disse: Se fizerdes nascer em vós aquele que possuis, ele vos salvará; mas, se não possuirdes em vós a este, então sereis mortos por aquele que não possuis.


74. Disse ele: Senhor, muitos rodeiam a fonte, mas ninguém entra na fonte.


75. Disse Jesus: Muitos estão diante da porta – mas somente os solitários é que entram na câmara nupcial.


77. Disse Jesus: Eu sou a luz, que está acima de todos. Eu sou o “Todo”. O Todo saiu de mim, e o Todo voltou a mim. Rachai a madeira – lá estou eu. Erguei a pedra – lá me achareis.


89. Disse Jesus: Por que lavais o exterior do recipiente? Não sabeis que o mesmo que criou o interior criou também o exterior?


91. Disseram-lhe eles: Dize-nos quem és tu, para que tenhamos fé em ti.


Respondeu-lhes ele: Vós examinais o aspecto do céu e da terra, mas não conheceis aquele que está diante de vós. Não sabeis dar valor ao tempo presente.


108. Disse Jesus: Quem beber da minha boca se tornará como eu. E eu serei o que ele é. E as coisas ocultas lhe serão reveladas.


109. Disse Jesus: O Reino se parece com um homem que possuía um campo no qual estava oculto um tesouro de que ele nada sabia. Ao morrer, deixou o campo a seu filho, que também não sabia de nada; tomou posse e vendeu o campo – mas o comprador descobriu o tesouro ao arar o campo.


113. Os discípulos perguntaram-lhe: Em que dia vem o Reino?


Jesus respondeu: Não vem pelo fato de alguém esperar por ele; nem se pode dizer ei-lo aqui! Ei-lo acolá! O Reino está presente no mundo inteiro, mas os homens não o enxergam.


O Evangelho Apócrifo de Tomé

2 comentários:

Daniele disse...

Começo uma nova fase. A fase de sentir o equilíbrio. O silêncio não me dói mais. No entanto, amo a alegria das palavras.
Deus disse: Faça-se a Luz e a Luz se fez.
Silêncio e palavra, com o ritmo que meu Ser dá. Silêncio sentido, não imposto. Palavra que em um movimento poderoso jorra das entranhas do meu Ser... Como agora.
Como nomear esta união? Fasilêncio, silênfala, não importa.
Neste momento esgota-se o ego, caído do pedestal da ilusão. O desequilíbrio se desfaz. Não existe vencedor nem vencido. A competição se acaba, no instante fugidio, que a tudo contempla e que tudo é, posso Vir a Ser.
Silêncio e palavra no eterno agora. Sem supremacia, flue. Fora do tempo, fora do espaço, manifesto o impossível.

F.A. disse...

Aloha, Daniele!

Há uma alegria no silêncio de quem nos lê e escuta, há uma alegria nas palavras que nos expressam de verdade.

É bom poder ser ouvido(a), lido(a), sentido(a).

Há uma alegria nas palavras do amigo(a). E também no silêncio que nos recebe tão afetuosamente.

No intento,

F.A.