A Corporação: mais atual do que nunca

segunda-feira, 24 de agosto de 2015


Esse é um dos documentários mais sérios e ao mesmo tempo com um certo humor, além de muito bem feito, que já assisti, explicando como funcionam as grandes empresas multinacionais, as corporações.

Ver este filme para pensar a realidade brasileira é muito interessante, pois perceberemos que boa parte dos políticos é apenas lacaio do interesse corporativo. Basta observar a votação recente sobre o financiamento privado de campanhas políticas para saber quem é quem dentro do Congresso Nacional.

Vivemos a Corporatocracia, não uma Democracia.

Há no documentário uma genial comparação entre o que é uma corporação e o que é uma pessoa física. Ora, uma corporação é legalmente uma pessoa, uma pessoa jurídica, se tal tipo de pessoa tivesse seu comportamento analisado como se fosse uma pessoa física que tipo de avaliação psicológica teríamos?

Um psicopata.

A mentalidade e o comportamento de uma empresa multinacional ou uma corporação como a Coca-Cola, a Nestlê, o JP Morgan Bank, o Citibank, a Nike, a Glaxo, a Roche, a Goodyear e tantas outras é igual em todos os sentidos ao comportamento de um psicopata. Ela age como uma máquina com um só objetivo: lucro. Como máquina é regida pela lógica fria dos números, sendo insensível, destituída de culpa ou remorso, e, como qualquer psicopata, pensa apenas em si mesmo, sendo destituída de empatia, é incapaz de relações, trata-se na verdade apenas e exclusivamente de negócios (as corporções na 2ª mundial, por exemplo, faturaram vendendo para os dois lados. A IBM produzia os cartões de controle que permitiam o assassinato em massa nas câmaras de gás por parte dos nazistas). Uma pessoa assim nada mais é que um psicopata. Mente patologicamente, a propaganda enganosa e manipulativa é uma prova dessa característica, tem um estilo de vida parasita (vide Bancos). Responsabilidade social para elas é apenas uma estratégia mercadológica.

A conclusão é inevitável, se as corporações se comportam como psicopatas e se vivemos numa corporatocracia isso significa pura e simplesmente que somos governados por grupos de psicopatas.

Somos governados por grupos de psicopatas corporativos.

Daí fica "fácil" de entender que a AIDS e a atual gripe suína, por exemplo, são doenças fabricadas para matar a população em nome do lucro dessas corporações psicopatas. Fica "fácil" entender porque o 11 de setembro foi executado pelo próprio governo estadunidense contra a sua população. Fica "fácil" entender porque a guerra é fomentada para sustentar a indústria bélica estadunidense e de seus aliados. Fica "fácil" entender toda a loucura e violência que experimentamos.

Por isso chamo essa sociedade de predadora. Com sua outra face, a sociedade consumidora, nós. Os predadores corporativistas só se sustentam porque nós os alimentamos através do consumo. Basta que paremos de dar de comer a eles. Basta que nos organizemos em associações de consumidores e realizemos protestos através de boicotes, por setor, como numa tática de guerrilha. Três ações simples, feitas em grupo, são capazes de mudar a face de nossa sociedade sem nenhuma violência, dentro da legalidade e de forma inteligente:

1 - negar-se a usar cartão de crédito.
2 - encerrar contas bancárias nos bancos privados.
3 - desligar a tv ou deixar de ver a programação da maior parte dos canais devido ao efeito pernicioso que ela exerce sobre nós e nossos filhos via propaganda, transformando-os em monstrinhos consumidores. Ver o documentário excelente: Criança, a alma do negócio. Nesse documentário há uma cena chocante onde as crianças atuais demonstram que preferem ir ao shopping do que brincar. Temos que retomar a educação de nossos filhos e não deixá-los simplesmente em frente a tv sendo programados por "eles".

O documentário é recheado de exemplos reais, entrevistas com executivos, cientistas sociais, jornalistas e economistas. É simplesmente imperdível para quem deseja compreender a fundo o mundo que vivemos. Basta considerar que esses monstros psicopatas empresariais hoje são mais poderosos que países.


3 comentários:

Daniel disse...

Oi pessoal, assitam também "O Método", filme argentino que demonstra o processo de seleção de uma grande multinacional. Não é documentário, mas ainda assim vale a pena, fica claro ver como pessoas normais(???) viram psicopatas dentro de uma empresa. Abraços a todos.

Fernando Augusto disse...

Grande dica, Daniel!

Muchas gracias! Estou baixando e depois divulgo aqui.

Te amo, sou grato!

brunabora disse...

Baixar o Documentário - A Corporação - http://t.co/AFG5azUQ