Aviso

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Pessoal,

Em breve estarei cumprindo a tarefa que me propus aqui nesse blog e estarei deixando essa tarefa para a realização de outras, por isso vocês notarão que estarei intensificando as postagens. Desde já agradeço a participação e presença de todos, agradeço especialmente ao Espírito por essa oportunidade.

Paz e Luz,

F.A.

A Arte de Menstruar

O que define uma mulher? Muitas respostas poderiam ser dadas a esta pergunta, mas o que caracteristicamente a define é o fato de que mulher menstrua. E em sua condição plena, ela menstrua regularmente, expressão redundante, pois a palavra menstruação, que significa, literalmente, ‘mudança de lua’, tem como sílaba-raiz mens, mensis, a medida, origem da contagem do tempo, i.é., da regularidade.

A sílaba latina mens forma palavras como medida, dimensão metro, mente, para citar algumas. No sânscrito, a sílaba original era ma, de mãe, mana. Na Suméria, os princípios organizadores do mundo, atributos da deusa Inana, eram os me, sílaba contida no nome de muitas deusas, como Medéia, Medusa, Nêmesis e Deméter.

Para as mulheres da Idade da Pedra, o sangue menstrual era sagrado. É provável que a palavra sacramento se origine de sacer mens, literalmente, menstruação sagrada. Um ritual exclusivamente feminino, conhecido pelos gregos como Thesmophoria, mas cuja origem se perde no tempo, era realizado anualmente no período da semeadura. As mulheres que tinham atingido a idade do sangramento se reuniam num campo sagrado, e ao primeiro sinal do fluxo menstrual, elas desciam por uma fenda para levar sua oferenda às Cobras, as grandes divindades primárias do mundo profundo, que representam o poder regenerador na terra, no campo e no corpo das mulheres. Ofereciam o melhor leitão da ninhada, cuja carne apodrecida junto ao sangue menstrual era misturada às sementes, que então eram enterradas no campo sagrado, para promover e propiciar uma colheita abundante.

Os antigos ritos de menstruação hindus estão relacionados com Vajravarahi, literalmente ‘Porca de Diamante’, a deusa que rege as divindades femininas iradas, que dançam o campo energético do ciclo menstrual. Ela é a dançante Dakini vermelha, filha da Deusa Primal do Oceano de Sangue, mais tarde denominado de Soma.

Representando o fluido da vida, o sangue menstrual sempre foi considerado tabu, palavra polinésia que significa ‘sagrado’ e que foi interpretada pelos antropólogos como sendo ‘proibido’. De fato, o sangue menstrual, como o poder de criar vida que conecta as mulheres com o próprio universo, era tabu, isto é, sagrado e portanto proibido àqueles que não menstruassem, como era o caso dos primeiros antropólogos homens.

No mais esotérico dos rituais tântricos, o Yoni Puja, os sucos liberados pela cópula eram misturados com vinho e partilhados pela congregação. O mais poderoso de todos os sucos era aquele obtido quando a yogini estava menstruando.

Ao longo dos milênios, as mulheres têm desaprendido a arte de menstruar, de fluir com a vida. Nas sociedades tribais, a menarca, o início do fluir do sangue, era celebrada com um rito de passagem, auxiliando a menina a realizar sua entrada para o reino do mana: o poder sagrado transmitido pelo sangue e que tanto podia dar como tirar a vida. Além de apaziguar o poder destruidor, o rito tinha como função auxiliar a menina a entender sua condição física e sua relação com a função procriadora da natureza. Ainda uma criança em espírito e condição social, a partir de suas regras, a jovem deve assumir o comando de sua vida. Sem ritos de passagem, o que temos para oferecer às nossas meninas, que as ajude a transformar e assumir sua nova identidade?

Ao longo do processo civilizatório, a menstruação foi sendo depreciada, relegada, virando tabu. O que era sagrado tornou-se proibido, sujo, contaminado. A regra passou a ser esconder a regra. O resultado disto foi que o evento central na vida de toda mulher madura tornou-se invisível. Ironicamente, retorna à visibilidade para se tornar um negócio milionário, o dos absorventes ditos ‘higiênicos’, mas que continua a reforçar a idéia de que o sangue menstrual é ‘sujo’. O apelo maior da propaganda de absorventes é tornar a menstruação invisível. Promete que usar tal ou qual marca de absorvente possibilita à mulher levar a vida como se nada estivesse acontecendo em seu corpo. Descaracteriza-a como mulher, negando sua característica mais distintiva.

Devemos abolir os absorventes? É claro que não, pois não vivemos na Idade da Pedra. Mas talvez devêssemos nos espelhar no exemplo das índias andinas, que simplesmente se agacham e deixam seu sangue fluir para a terra. Impossibilitadas de agir assim numa terra coberta de asfalto, podemos, contudo, transformar esta prática num ritual. É importante para as mulheres recuperarem o sentido sagrado do fato biológico central em suas vidas. Pois, ainda hoje, a maioria das mulheres ‘liberadas’ acredita que suas regras (aquilo que as rege) é uma inconveniência que, se possível, deveria ser eliminada. Se formos capazes de romper com esta crença, talvez possamos desvincular o feminino da idéia de fragilidade e instabilidade. A decantada imprevisibilidade feminina é, em grande parte, decorrente das oscilações a que a mulher está submetida, ao longo de seu ciclo mensal. É a expressão da imprevisibilidade da própria vida.

O ciclo hormonal feminino apresenta dois pontos culminantes: a ovulação e a menstruação. O polo branco da ovulação, chamado muitas vezes de rio da vida, é o polo ovariano, procriativo, momento do ciclo em que, biologicamente, a mulher se coloca plenamente a serviço da espécie. O polo vermelho da menstruação, também chamado de rio da morte, é o polo uterino, quando a mulher se volta para si mesma. Ou pelo menos deveria, pois a arte de menstruar, a habilidade de fluir com a vida, é o momento em que somos chamadas para dentro, a fim de curarmos a nós mesmas.

Desprezada e negligenciada, não é de estranhar que a menstruação revide. A TPM (Tensão entre Patriarcado e Menstruação) é a expressão do conflito que nós mulheres vivemos, entre voltarmo-nos para o acontecimento sagrado dentro de nós ou atender à demanda do mundo externo. O período menstrual nos torna mais sensíveis, captando os acontecimentos em torno de nós através de uma lente de aumento e reagimos de acordo. Se aprendermos a respeitar o movimento energético que acontece em nosso interior, poderemos usar esta sensibilidade de um modo mais significativo e reverter a depreciação a que o sangramento foi submetido, recuperando sua sacralidade.

Como mulheres modernas, inseridas num mundo que funciona de acordo com os valores masculinos, nem sempre podemos nos recolher na cabana de menstruação, como faziam nossas antecessoras, onde descansavam e partilhavam suas experiências. Mas podemos reduzir nossas atividades ao mínimo, deixando para outro momento algumas delas. Também podemos nos recolher para dentro de nós, enquanto executamos as atividades diárias que nos competem. Depois de cumpridas as tarefas, podemos nos retirar para um lugar tranqüilo e prestar atenção ao que acontece no nosso útero, observar as sensações e os sentimentos, os sonhos que emergem. O período menstrual é o momento em que podemos aprender mais a nosso respeito e curar nossas feridas. Assim reverenciada, a arte de menstruar pode ser recuperada, possibilitando uma vida mais plena e feliz como mulher.

Monika vom Koss

Fontes: Caldeirão - Arauto do Futuro

http://www.vadiando.com/textos/archives/000744.html

http://www.pistissophiah.org/a_arte_menstruar.htm

Uma base bio-química para a consciência

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

O Dr. R. Strassman pesquisa os efeitos da DMT sobre a consciência e busca estabelecer uma base bio-química para os estados alterados de consciência estudando as interações entre a pineal, DMT, seratonina e estados de EQM (estados de quase morte).

O fim da infância da raça humana - Disclosure Project

sábado, 24 de janeiro de 2009

Partes finais do Disclosure Project, em espanhol (9 a 12) - http://www.disclosureproject.org/

Nesses vídeos veremos, por exemplo, um relato de um ex-primeiro sargento do exército americano chamado Clifford Stone, com autorização de segredo com autoridade nuclear e envolvimento na recuperação de OVNIs, na verdade OVIs (objetos voadores identificados). Ele diz que até 1999 eles tinham catalogado 57 espécies diferentes de extraterrestres. Isso mesmo que você leu. Entre espécies humanóides e não humanóides. Dentre essas 57 espécies, 3 tipos de "greys", que os militares americanos não chamam por esse nome. Após publicar um livro sobre o assunto Clifford teve seu filho assassinado.







Mensagens da Água, de Masaru Emoto

Como dizia Einstein: é mais fácil fender um átomo do que romper um preconceito. Ele mesmo vitimado pela própria frase não conseguia aceitar algumas das premissas da mecânica quântica e disse outra frase: Deus não joga dados.


O paradigma materialista que impera faz séculos na mente da maioria das pessoas já foi superado em várias frentes, mas ainda resiste. Resiste porque muitas vezes podemos aceitar algo novo num nível puramente intelectual mas o nosso sistema de crenças pode ainda a nível emocional estar impregnado pelo velho paradigma materialista gerando um tipo de ceticismo ou descrença subjetiva. Einstein é um exemplo disso.


Parece que ainda não estamos plenamente conscientes do poder do pensamento e do sentimento apesar de aceitarmos tal poder num nível puramente superficial.


Mas está mais que provado o poder do pensamento sobre a realidade física. A aceitação profunda dessa idéia pode revolucionar nossa vida! O efeito placebo e seu reverso, o efeito nocebo, provam isso de forma muito cabal (vejam o nosso post sobre o assunto). Temos também a hipnose onde sob sugestão um paciente que se encontra num ambiente muito quente pode ser induzido a sentir frio. Em nosso próprio cotidiano vemos isso acontecer a todo instante quando pensamos em alguém e esse alguém nos telefona ou quando deprimidos contraímos um resfriado pela baixa imunológica. Temos também os experimentos meditativos realizados em várias cidades norte-americanas onde o índice de violência caiu devido ao poder da meditação. O chamado efeito Maharishi (veja o nosso post sobre este tema). Vemos que o conhecimento antigo vertido em obras como o Caibalion nos diz que “o Todo é mente” e que “Tudo é vibração”. Assim o pensamento é vibração capaz de influenciar a matéria. Vemos também o mesmo numa ciência nova chamada Cimática onde se estuda o efeito que certas freqüências (sons) ou vibrações têm sobre a matéria alterando sua estrutura molecular (veja o nosso post sobre Cimática). A tradição cristã nos diz que no princípio era o Verbo. A tradição hindu nos diz que o Universo é uma cristalização do som primordial OM. Isso para não falarmos do famoso filme The Secret e até mesmo do documentário Quem Somos Nós onde se pode até discordar da abordagem mas os eventos ali apresentados merecem ser levados em conta. O livro e o filme que contam a história de Louise Hay, Você pode curar sua vida, provam mais uma vez o poder do pensamento. Na verdade trata-se da intenção por trás do pensamento. Até a própria Física Quântica fala da influência do observador sobre o fenômeno observado. Mensagens sobre a água, documentário sobre a pesquisa do Dr. Masaru Emoto também prova mais uma vez a influência do pensamento sobre a matéria, no caso a água, seja através do pensamento propriamente dito ou através da música, do som e também da palavra escrita. Um documentário muito interessante que vale a pena ver de mente aberta, sem preconceitos.


F.A.


Links


http://rapidshare.com/files/184613107/PODER_DA_AGUA.part1.rar


http://rapidshare.com/files/184621101/PODER_DA_AGUA.part2.rar


Disclosure Project - partes 6,7 e 8 (em espanhol)

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Um pequeno detalhe que forneço agora sobre a Lua. Existe no lado oculto da Lua uma série de construções muito antigas que foram fotografadas por sondas da Nasa e também pelos astronautas que lá pisaram. Como eu sei disso? Devido a existência de pelo menos uma evidência e um testemunho que se confirmam mutuamente.

A evidência são os vídeos apresentados ao mundo via Youtube pelo jornalista e escritor J.J. Benitez (vídeos logo abaixo).

O testemunho é de um homem chamado Karl Wolf, técnico eletrônico de precisão fotográfica, sargento da força área americana, que trabalhou no projeto órbita lunar da Nasa em 1965 e diz ter visto inúmeras fotos de diferentes construções na face oculta da Lua. Karl Wolf faz parte do Projeto Disclosure (ver vídeos logo abaixo) onde um grupo de homens e mulheres, cerca de 400 pessoas, (militares, técnicos, cientistas, ex-agentes secretos do governo americano) que fez parte de projetos militares, está disposto a testemunhar no Congresso Americano sobre aquilo que viram quando em trabalho militar afim de forçar o governo americano a romper o segredo que faz até hoje com relação ao tema OVNIs.

Apresentamos os vídeos logo a seguir.













Trilogia sobre a Tirania

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Como é dito mais ou menos em V: artistas contam verdades através de mentiras, políticos contam mentiras através de verdades oficiais.

O que você faria se descobrisse que vive sob uma tirania disfarçada de democracia?

O que você faria se descobrisse que o governo brasileiro, por exemplo, está envolvido numa conspiração fraudulenta via voto eletrônico?

Essas podem ser perguntas absurdas, né? Pois é.

Resolvi montar esse post estilo três em um porque os três filmes estão todos falando de um mesmo tema: a tirania em suas muitas formas.

O primeiro filme é V de Vingança, baseado na obra de Alan Moore e feito pelos mesmos irmãos que realizaram Matrix, um filme quase profético se o futuro não estivesse já as portas, que fala sobre uma Inglaterra dominada pela tirania, pela manipulação da mídia, por leis de segurança que restringem a liberdade do cidadão, sobre o Estado como terrorista contra o próprio povo que deveria servir.



O segundo filme é A Onda. Um professor dá um curso sobre autocracia e seus alunos são levados a adotar certas posturas e atitudes como um exemplo prático do que é um regime autoritário. O que era um simples projeto pedagógico vira um grupo com implicações nazistas. O professor tenta provar aos seus alunos que o fascismo pode voltar na Alemanha e tem sucesso de uma forma em que perde o controle da situação. Baseado em caso real esse filme alemão é uma aula sobre o tema tirania.




O terceiro é um documentário - Caminho para a tirania - baseado nos ataques terroristas que aconteceram nos EUA, onde o jornalista Alex Jones mostra com muitas provas e evidências a participação do Estado numa conspiração macabra. Indo um pouco mais fundo que Zeitgeist, esse documentário mostra a sequência de atos de terror patrocinados pelo governo americano e por um esquema que junta fraude eleitoral (eleição Bush) e controle da mídia. Abaixo a 1ª parte no Youtube.



V de Vingança - Download via Torrent AQUI! Legendas AQUI!

The Wave - Download via Megaupload AQUI! ou via Torrent AQUI! Legendas AQUI!

911: Caminho para a Tirania - Download via Torrent AQUI! Legendas AQUI!

Disclosure Project - parte 5

domingo, 18 de janeiro de 2009



Nessa parte temos alguns relatos impressionantes. O relato de um capitão da força área americana, responsável pela guarda de ogivas nucleares dos EUA, descrevendo como as ogivas foram desarmadas misteriosamente pela ação de um OVNI.

Documentário: O Deus que não estava lá

sábado, 17 de janeiro de 2009

Um documentário excelente sobre o cristianismo, fazendo uma revisão crítica de seus mitos e aprofundando aquilo que vimos em Zeitgeist sobre o uso da religião como instrumento de manipulação social.

Download via Torrent AQUI!

Veja AQUI o trailer.

O Sepulcro Esquecido de Jesus (The Lost Tomb of Jesus)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

The Lost Tomb of Jesus é um documentário americo-canadense de 2007, dirigido por James Cameron, feito em parceria com o jornalista investigativo Simcha Jacobovici. Paralelamente, foi lançado um livro de autoria de Cameron intitulado The Jesus Family Tomb. Cameron e Jacobovici haviam lançado em 2006 outro documentário sobre tema religioso, Exodus Decoded.

O documentário apresenta uma investigação sobre uma tumba em Jerusalém, datada do século I.

O foco inicial da investigação foi a tumba de Talpiot, que data de aproximadamente 2000 anos. Os investigadores concluem que esta tumba guardaria os restos mortais da família de Jesus Cristo, baseados principalmente nas inscrições nas mesmas.

Pesquisas arqueológicas na parte antiga da cidade de Jerusalém encontraram setenta e uma tumbas com a inscrição "Yeshu" (Jesus em aramaico), de um total de novecentas analisadas.

A partir dessas discussões poderíamos pensar, que se chegar a ser comprovado que este túmulo é realmente da família de Jesus, o Cristianismo teria a sua base fragmentada, pois, a ascensão de Cristo ao céu não teria passado de uma grande farsa, bem como, a ascensão de sua mãe. Outro ponto também seria a questão de que Maria Madalena poderia ter sido a esposa de Jesus Cristo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Lost_Tomb_of_Jesus

Download, via Torrent AQUI! Legendas EM pt-br AQUI!

Download pelo DreaMule ou eMule / 869,66 mb =
ed2k://|file|.Discovery.Channel.Brasil.Documentario.O.Sepulcro.Escondido.De.Jesus.Rip.By.Luiz.AVI|911906034|8E4FC6033BF9F5AFD0ABA64B57B09B04|/

494 mb = http://www.megaupload.com/?d=V9LN7YS2 (EM PORTUGUÊS)

700,8 mb = http://www.mininova.org/get/610108 (em inglês)

Discovery.The.Lost.Tomb.Of.Jesus.WS.DSRip.XviD-aAF.avi - 734842880 bytes
http://www.bittorrent.am/get/917477/Discovery_The_Lost_Tomb_Of_Jesus_WS_DSRip_XviD-aAF_avi.torrent (em inglês)

Título Original: The Lost Tomb Of Jesus
Título Traduzido: The Lost Tomb Of Jesus
Gênero: Documentário
Duração: 105min
Ano de Lançamento: 2007
Direção: Simcha Jacobovici
Site Oficial: Clique Aqui
Tamanho: 1.4GB
Resolução: 672x368
Frame Rate: 23Fps
Formato: DVDRip
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 10
Vídeo Codec: XviD
Áudio Codec: AC-3
Idioma: Inglês

*CD 01: http://up-file.com/download/f3dfa8479671/hnr-lostomb-cd1-www.thegenius.us-.avi.html
*CD 02: http://up-file.com/download/6af9b5853781/hnr-lostomb-cd2-www.thegenius.us-.avi.html

*CD 01: http://you-love.net/download/f3dfa812455/hnr-lostomb-cd1-www.thegenius.us-.avi.html
*CD 02: http://you-love.net/download/6af9b533887/hnr-lostomb-cd2-www.thegenius.us-.avi.html

* Somente com o Internet Explorer

Sobre o conhecimento

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

"O poder reside no tipo de conhecimento que se possui. Qual o sentido de saber coisas inúteis? Elas não nos preparam para o nosso inevitável encontro com o desconhecido" . - A Roda do Tempo ( A Erva do Diabo ), de Carlos Castaneda.

Uma questão que podemos levantar frente a afirmação do xamã e nagual Don Juan é: Como podemos nos preparar para o desconhecido? Sendo desconhecido como haveríamos de nos preparar? Como podemos nos preparar se não conhecemos o nosso desafio inevitável?

Quando nos preparamos para um teste, para uma prova escolar, por ex., estudamos com antecedência a matéria para que possamos passar por ela. O conhecimento prévio da matéria, via estudo, nos dá a base para resolvermos as questões da prova. Assim resolver as questões de uma prova de escola é uma questão de estudo prévio, memória e resolução de testes preliminares. Pode ser que depois de passada a prova esqueçamos tudo, pois a lembrança só se fazia necessária para efeitos daquela prova. Aliás, não é isso que ocorreu conosco? Fizemos o primário, o secundário, o vestibular e entramos para a faculdade. Quantos conhecimentos foram esquecidos por que só se faziam necessários para passarmos nas provas? Não é esse tipo de conhecimento, um conhecimento inútil, pois não nos serve para a vida toda, serve apenas para um teste passageiro para depois perder-se? E se esse conhecimento é inútil para a nossa vida toda, como poderia sê-lo de utilidade diante de nosso encontro inevitável : a morte?

Assim um conhecimento que não serve para a nossa vida toda, por que facilmente esquecido e dispensável, também não serve para a nossa morte. Podemos dizer então que só um conhecimento que sirva para a nossa vida, serve também para a nossa morte.

E porque haveríamos de nos preparar para a morte. O que importa não é estar preparado para a vida?

Mas a vida é isso que nos disseram que era? Nascer, estudar, ter um emprego, trabalhar, procriar, casar, constituir família, curtir e morrer. Isso nos basta, nos satisfaz? É isso que entendemos por vida? A vida tal como estabelecida pelo sistema, pela ordem social não é vida. E só quando encaramos a nossa morte é que podemos refletir na falta de sentido da existência segundo a ordem social. Assim a nossa morte nos faz viver, torna-se o elemento fundamental de reflexão e mudança de uma existência sem sentido, sem razão, porque ditada pela ordem social que quer apenas que nós atuemos como máquinas mantenedoras dela, da (des)ordem social.

Daí que só um conhecimento que nos prepara para a vida, de fato, também nos prepara para a morte e vice-versa.

A morte é o desconhecido. A morte é o nagual. Nossa conselheira, companheira e desafiante sempre à nossa espreita, sempre à nossa esquerda. É como aquela mulher desconhecida pela qual nos apaixonamos, envolta em mistério, pela qual tudo arriscamos, porque tudo é o limite do que não se alcança e a vida só faz sentido por esse superar de limites, uma paixão que sempre nos leva além de nós, nos fazendo viver, morrer e renascer.

A vida é o processo de conhecer. O processo de conhecer é algo que não está apenas nas fronteiras da mente racional , é feito com o corpo inteiro, da mesma maneira que saber que a água é composta de H2O não mata a nossa sede.

Mas só conhecemos ou só podemos conhecer aquilo que até então nos era desconhecido.

A vida é então o maravilhamento de conhecer aquilo que até então era ignorado.

A vida é conhecimento e a morte é a nossa mestra, a nos instigar em sua direção, a direção do desconhecido, do misterioso.

Quando crianças sentimos esse maravilhamento. Mas depois que chegamos a idade adulta perdemos esse maravilhamento e passamos a temer o desconhecido, passamos a querer operar apenas na fronteira do conhecido. É mais cômodo, mais confortável, não se corre riscos. Tememos a morte, o desconhecido e ficamos presas do medo. O medo de estar errado, o medo de ficar louco, o medo de amar e de se lançar além. Mas ele , o desconhecido, está alí a nos esperar. Ela, a morte, está ali a nos desafiar. Tememos, trememos e se paralizados ficamos, deixamos de crescer e acabamos como que mortos em vida. Ficamos estudando e aprendendo coisas inúteis ou manipulando obsessivamente o conhecido, via mente racional, tiranizados pela nossa mesmice e rotina para sermos acometidos dessa doença mental chamada cinismo. E repetimos as mesmas idiotices que os outros fazem, por imitação e também para não nos sentirmos solitários, aderimos ao rebanho. Até que o sistema nos diz: GAME OVER . E o sistema, a ordem social nos enche o cérebro de conhecimentos úteis apenas do ponto de vista da manutenção e reprodução do próprio sistema, mas totalmente inúteis diante de nosso desafio maior.

A vida e a morte andam de mãos juntas, entrelaçadas, como se fossem irmãs gêmeas.

A vida é consciência.

A morte é a nossa desafiante.

A vida é consciência. Assim, se acreditamos que temos milhares de vida ou não, não faz a menor diferença, pois se não estamos conscientes de nós mesmos de nada nos adianta milhares de vidas, que seriam apenas milhares de repetições monótonas de uma vida prisioneira e inconsciente.

Na intensidade de vida, de consciência de um guerreiro um dia pode equivaler a uma vida inteira e assim a cada noite ele morre para renascer em poder, força e mistério. A cada noite ele adentra em sonhos, em outras realidades onde interage com seres e ventos que o renovam. Assim numa vida ele vive muitas vidas e isso é o bastante por que ele tem a morte ao seu lado.

O propósito da vida é a consciência e seu desenvolvimento ou enriquecimento.

A morte é o resgate dessa consciência. A vida é o processo pelo qual a consciência nos é dada, emprestada.

A vida enquanto processo de conhecer visa enriquecer a consciência.

A morte resgata para o mar escuro e infinito da consciência a consciência enriquecida dos seres, assim como, a Terra nos cria e nos acolhe no fim.

O mar escuro da consciência é a fonte dos seres.

Diante do desafio do desconhecido o conhecimento essencial é o conhecimento que nos habilita a pagar o resgate da consciência ao mar escuro da consciência e, ainda assim, manter intacta nossa força vital, nos permitindo ser aquilos que somos em potência: guerreiros-viajantes do infinito, desafiantes da morte.

Esse é o desafio do conhecimento tolteca. Conhecimento ancestral que nos prepara para o desconhecido, onde o poder é o poder da consciência. A preparação para o desconhecido não é o mero estudo de livros ou obras que falem sobre o conhecimento tolteca, mas uma disciplina contínua da atenção.

Ao enfrentarmos o desconhecido a única arma que temos é a atenção e a consciência. Ao enfrentar o desconhecido, ao lutar contra um desafio, um adversário que não se conhece, só podemos nos preparar nos fazendo totalmente alertas e conscientes. Então ao nos depararmos com o mistério estaremos envoltos em maravilhamento, medo, amor e espanto ao mesmo tempo.

Consciência é poder.

Tudo é ilusão, mas estar consciente da ilusão é poder. Uma lição do sonhar, pois as realidades que adentramos pelo sonhar são posições do ponto de aglutinação.

O conhecimento tolteca aplicado é poder, intento e não há outra maneira de conhecer para os toltecas que não seja pela vivência. Então o conhecimento tolteca é uma gnose, um conhecimento interno, pessoal, existencial, não livresco, uma tradição viva e ancestral de uma linhagem de guerreiros da percepção.

Temos a idéia de poder como idéia de domínio sobre os outros.

Poder para um guerreiro tolteca é domínio sobre si, domínio da consciência, capacidade de manipular a consciência e transportar sua energia total pelo infinito num processo de aprendizagem que não termina.

Mas enquanto aprendizes do caminho devemos nos perguntar: qual (quais) a(s) técnica(s) básica(s) de um guerreiro tolteca que visa disciplinar sua atenção, aumentar sua percepção e desenvolver a consciência?

Fica a pergunta.

F.A.



O Jardim do Éden

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Para quem tinha dúvidas sobre a natureza do Éden segundo os gnósticos, o essencial está aqui. O Éden é o jardim de Yaltaboat, de Samael, do arconte cego e violento, que não sabe que o espírito que insuflara no Homem era da mesma natureza que o do Espírito invisível, cônjuge de Sabedoria, e da própria Sabedoria.

A tensão entre o Adão e Yaltaboat é evidente mesmo numa exegese ortodoxa. Colocado no Éden, a Adão é proibido tocar na árvore mais valiosa, a do conhecimento do bem e do mal. Yaltaboat (ou sete arcontes, noutras descrições) lança, então, sob Adão, um letargo, uma ignorância, de onde retira Eva, que, nas palavras da Hipóstase dos Arcontes, exclama para o Adão de onde proveio: “‘Levanta-te Adão’. E quando a viu, ele disse: ‘Tu és a que me destes vida; serás chamada mãe dos viventes’. (Querendo significar:) ‘Ela é a minha mãe, ela é a parteira, a mãe e a parideira’” (BNH, I: 351).

A partir daqui a exegese gnóstica do Éden inverte aquela que é a exegese ortodoxa, da Tora e do Cristianismo.

Eva não é má da fita. Pelo contrário, é boa da fita, seja esta a mulher terrenal ou a espiritual que entra no instrutor, a serpente, para salvar Adão do Jardim do Arconte. Veja-se, mais uma vez, a Hipóstase dos Arcontes:

“A espiritual penetrou na serpente, o instrutor. Então, a serpente instruiu a mulher, dizendo: ‘O que é que ele vos disse? Será que de toda a árvore que está no paraíso comerás, mas da árvore do conhecimento do mal e do bem não comerás?’ Respondeu a mulher carnal: ‘Não disse somente ‘não comer’, mas também: ‘Não lhe toques, porque no dia em que comerdes dela morrereis de morte’’. E disse a serpente, o instrutor: ‘Não morrereis de morte; disse-vos isso porque é invejoso. Mas abrir-se-ão, antes, os vossos olhos e sereis parecidos com deuses, conhecedores do mal e do bem’. E a instrutora retirou-se da serpente e abandonou-a como coisa já puramente terrestre. Então, a mulher carnal colheu da árvore e comeu, e ofereceu ao seu marido juntamente com ela.

Os arcontes voltaram-se para o seu Adão, agarram-no e expulsaram-no do paraíso com a sua mulher, porque os arcontes não têm qualquer bênção, uma vez que eles próprios estão sob a maldição.

Então, os arcontes lançaram a humanidade no meio de grandes perplexidades e dos castigos da vida, a fim de que os seus homens andassem atarefados e não tivesse tempo adequado para aderirem ao Espírito Santo” (BNH, I: 351-352).

Aquilo que ocorre nesta inversão cósmica (do ponto de vista do arconte) do bem e do mal e, mais radicalmente, da ontologia do mundo e do destino da salvação, i.e., da sotereologia, decorre da visão segundo a qual o homem espiritual, o pneumático, é de natureza ontologicamente diferente do homem terrenal, o hílico, ainda que submerso no mundo cósmico material, mecânica, moral e socialmente determinado. Pelo contrário deste mundo, a essência do pneumático é a de um Ser de Luz acidentalmente votado às agruras do cosmos terrenal. Por isso, aquilo que no senso comum judaico-cristão constitui o mal absoluto, a Serpente desafiadora da transcendência divina, corresponde, para os gnósticos, ao instrumento de salvação, de gnose, ao Espírito Santo, que revela e instiga Adão e Eva ao rompimento com as determinações do Éden e de Samael, como via para a autêntica libertação cosmológica até, no limite, à sua reintegração pleromática.

Para os gnósticos o Éden não constitui mais que uma prisão, Yaltaboat um déspota ignorante e invejoso e a Serpente a libertadora, ou instrutora, gnóstica. A desobediência de Adão e Eva ao criador não constitui mais que a assumpção, com a ajuda da Instrutora, da natureza pneumática do homem, que se recusa às leis deste mundo, sejam elas morais ou materiais, já que essas leis são as leis de Yaltaboat mas não as leis de Deus, do pré-Pai incognoscível. É que enquanto as leis de Yaltaboat são as leis da determinação física e social, da regulação e constrangimento humanos, já as leis de Deus, pelo contrário, são aquelas que abrem o caminho à completa libertação, à reintegração de si mesmo num sistema de diferenças e semelhanças que não autoriza uma vulgar consciência de si e do mundo, mas antes uma visão não convencional, que exige um afastamento integral do mundo e dos outros até dentro de si mesmo, até ao auto-conhecimento, como via propedêutica, mas absolutamente necessária, para a compreensão de que o si mesmo, o eu, não passa de uma ficção tangível, de um sistema de diferenças, de um Nada que opera como se fosse alguma coisa e que, porque é Nada e alguma coisa simultaneamente, é também Tudo e Nada, tal como o pré-Pai.

A ideia fundamental em presença na exegese gnóstica do éden é que o Homem de Luz, o pneumático, não é deste mundo, ou desta qualidade mundana, e que, por isso, faz sentido a luta contra Yaltaboat, uma luta de libertação, para o que conta com a ajuda de outros éons que se compadecem do erro inicial de Sabedoria, i.e., a própria criação de Yaltaboat.

O gnóstico assume, então, por esta via, um radical antinomismo, no sentido da rejeição das leis deste mundo, das leis de Yaltaboat, sejam elas as leis morais ou materiais. Neste sentido, não se vê obrigado pelo decálogo porque não é deste mundo; nem sequer pela lei da morte, porque, na verdade, não pode morrer, já que a morte, no sentido convencional, não constitui mais que a radical rendição deste corpo às determinações cosmológicas de Samael.

O pneumático, aquele que se sabe, se sente tocado e determinado pela sua natureza pneumática, não responde, então, por aquilo que é fruto do seu corpo, seja isso o seu desejo, a sua fúria ou o seu medo, já que tudo isso lhe é externo e contingente, já que aquilo que lhe é próprio, pelo contrário, é refractário a toda a mundanidade, até ao ponto em que já não reconhecerá o desejo, o corpo a fúria ou o medo como seus, abandonando-os ou, até, abandonando-se a eles.

Nada há, então, neste mundo, que possa tocar o gnóstico. Do mesmo modo que o espírito não pode ser fechado numa caixa, também o corpo, e aquilo que neste mundo é dessa natureza, não pode tocar o pneuma, mesmo que, ocasionalmente, um corpo e uma moral, ou a falta dela, se possam desgastar em mundanidades.

Neste sentido, o gnóstico sente-se estrangeiro neste mundo e percebe a sua relação com o mundo como algo de essencialmente trágico. A tragicidade é a tragicidade própria do absurdo que conforma o mundo, do mundo como sistema de distinções irreconciliáveis, mesmo ante as mais óbvias e absolutas necessidades. Um absurdo que, porém, não tem que ser configurado de modo desesperado mas, antes pelo contrário, que pode e deve ser visto como oportunidade de reintegração do si mesmo, de via de conhecimento de si mesmo até um nível de uma virtual nadificação de si, que também não corresponde a uma nadificação ontológica, já que quer a reificação quer a nadificação são relativas, isto é, complementares.

Esta exigência salvífica só aparentemente é uma contradição. O auto-conhecimento é a via do conhecimento enquanto desconhecimento de si. Só poderemos aspirar a certo nível de conhecimento no momento em que reconhecermos que, cosmologicamente, como se refere no “Evangelho de Felipe”, “nem os bons são bons nem os maus são maus, nem a vida é a vida, nem a morte é a morte. Por isso, cada um se dissolverá na origem que tem desde o começo; mas os que são superiores ao mundo são indissolúveis, são eternos” (BNH, II: 29).

Percebe-se que assim seja. A natureza do pneuma gnóstico é imune às distinções terrenais, aos dualismos morais tradicionais, já que eles configuram certo modo de ser que é incapaz de reconhecer a unidade infundada de onde tudo provém. Na verdade, os dualismos, as distinções, são tão-somente virtuais, ilusões que não têm acesso (como se dotadas de um ponto cego essencial) à integral proximidade e subsunção de todas as coisas. Para além de tudo, a moral convencional não é mais que o resultado das distinções cegas operadas pelo demiurgo, que visam aprisionar cada ser nos limites deste mundo, impedindo-o de se aproximar a si mesmo e, assim, de se emancipar verdadeiramente das ilusões terrenais.

O niilismo moral dos gnósticos decorre, então, de uma antropologia e de uma ontologia. Apercebendo-se como exilados, primeiro no Éden e, depois, na vida terrenal, para onde são expulsos, os gnósticos não reconhecem às acções humanas qualquer tipo de valor, salvando-se unicamente pela sua natureza. Na verdade, quanto mais assumem e se aproximam da sua natureza mais indiferentes são às leis sociais e morais. Este mundo é criação de um deus demencial e cego, auto-proclamado como onipotente e onisciente mas, na verdade, desconhecedor da origem e da natureza de si mesmo e do mundo que cria.

Assim, o gnóstico não está, simplesmente, comprometido com este mundo e não vê nele nada que lhe possa aproveitar e muito menos ainda o conjunto das leis morais, que não pretendem senão configurar o si mesmo humano à imagem da vontade de dominação de Yaltaboat-Saclas-Samael, um si mesmo desconhecedor, alienado, e afastado de si mesmo, edificado segundo uma metafísica essencialista e reificada, com os constrangimentos temporais e espaciais que a plena mundanidade sempre acarreta.

O gnóstico, para se edificar tem, então, que recuar para si mesmo e afastar-se integralmente do mundo e dos outros, num movimento de edificação puramente negativa, à semelhança, aliás do pré-Pai, que é ele mesmo mais nada, ou nihil, que alguma coisa, mais uma negatividade que uma positividade que se possa ver, sendo que é nessa negatividade que se pode ser alguma coisa.

Francisco Teixeira

http://www.triplov.com/coloquio_06/Francisco-Teixeira/ponto4.htm

Documentário: Eram os deuses astronautas?

Download do documentário, via Torrent, AQUI!

Para ver no Google - YouTube basta um duplo clique no vídeo abaixo.



Eram os Deuses Astronautas? (Chariots of the Gods?, em inglês) é um livro escrito em 1968 pelo suíço Erich von Däniken, onde o autor especula a possibilidade das antigas civilizações terrestres serem resultados de alienígenas que para cá teriam se deslocado. pelo

Von Däniken apresentou como provas as confusas coincidências entre as colossais pirâmides egípcias e incas, as quilométricas linhas de Nazca, os misteriosos moais da Ilha de Páscoa, entre outras maravilhas do planeta. Ele também cria uma certa teoria de cruzamentos entre os extraterrestres e espécies primatas, gerando a espécie humana.

Dizia o autor também que esses extraterrestres eram considerados divindades pelos antigos povos: daí vem a explicação do título do livro.

Por seu incrível poder de persuasão, unido à época lançada - um ano antes do homem ir à Lua -, von Däniken conseguiu vender milhares de livros e convencer muitos leitores. As teorias defendidas neste e em outros livros de Däniken ainda são tema de discussão, leiga ou acadêmica, contrária ou favorável. Alguns autores exploram o tema da teoria dos astronautas antigos.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Eram_os_Deuses_Astronautas%3F

12/12/2012 - O conhecimento é o antídoto contra o medo

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

12/12/2012: Uma Nova Era


DIAS DE DECISÃO


Nós estamos no auge de uma mudança global incrível. Uma encruzilhada onde nós tomamos decisões que influenciarão enormemente a vida na Terra em um futuro próximo. Nós podemos arremessar para bem longe as portas das prisões mentais e emocionais que limitaram a raça humana por milhares de anos. Ou nós podemos permitir que os manipuladores completem a sua agenda para a escravização mental, emocional, espiritual e física de cada homem, mulher e criança do planeta com um governo mundial, um exército, um banco central, uma moeda corrente e uma população controlada por microchips.


Eu sei que soa fantástico, mas se a raça humana erguesse os seus olhos da mais recente novela ou game show por tempo suficiente para empenhar seu cérebro, veria que estes eventos não estão para acontecer - eles estão acontecendo. O impulso para o controle centralizado da política global, dos negócios, dos bancos, do exército e da mídia está aumentando a passos largos. A implantação de microchips nas pessoas já está sendo sugerida e, em muitos casos, a caminho. Sempre que uma agenda escondida está a ponto de ser implementada sempre há o período quando o escondido tem que subir à superfície para o empurrão final na realidade física. Isto é o que nós estamos vendo agora na explosão de fusões entre bancos globais e impérios empresariais, e a velocidade pela qual o controle político e econômico está sendo centralizado através da União européia, das Nações Unidas, da Organização Mundial do Comércio, do Acordo Multilateral de Investimentos, e uma corrente de outros corpos de globalização como o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional e o G-7/G-8. Por trás desta constante e coordenada centralização está uma tribo de linhas genéticas que cruzam entre si que podem ser relacionadas ao antigo Oriente Médio e Próximo Oriente. Elas emergiram de lá para se tornar a realeza, a aristocracia e o sacerdócio da Europa antes de expandir o seu poder pelo mundo, principalmente através do "Grande" Império britânico. Isto permitiu que a tribo exportasse suas linhagens genéticas a todos os países que os poderes britânicos e europeus ocuparam, inclusive os Estados Unidos onde eles continuam dirigindo o espetáculo nestes dias. Os Estados Unidos tiveram apenas 40 Presidentes e 33 deles têm sido geneticamente relacionados com duas pessoas: o Rei de Inglaterra, Alfred o Grande e Carlos Magno, o famoso monarca da França do século IX. Ao longo de todo esse período a agenda desta linhagem genética tem sido implementada gradualmente até que nós alcançamos o ponto hoje onde o controle global centralizado é possível.


Se você quer saber como será a vida aqui na Terra a menos que nós acordemos bem depressa, então dê uma olhada na Alemanha Nazista. Este é o mundo que espera a população global na medida em que o plano que eu chamo de a Agenda dos Reptilianos se desdobra pelo ano 2000 e nos primeiros 12 anos do novo século. 2012, particularmente, parece ser um ano crucial por razões que nós discutiremos a seguir. As pessoas não têm nenhuma idéia do abismo que nós estamos fitando ou a natureza do mundo que nós estamos deixando para nossas crianças suportarem e a maioria delas parece não se importar. Elas vão ignorar o óbvio e entrar em negação de uma verdade que está bem em frente dos seus olhos. Eu me sinto como uma vaca que corre no campo gritando: "Ei, você sabe aquele caminhão que leva embora alguns de nossos amigos todos os meses? Bem eles não os levam a outro campo como nós pensávamos. Eles atiram na cabeça deles, os sangram, os cortam, e colocam os pedaços em pacotes. Então esses humanos os compram e os comem!" Imagine qual seria a reação do resto do rebanho: "Você está louco cara. Eles nunca fariam isso. De qualquer maneira, eu tenho ações naquela companhia de caminhão e eu consigo um bom retorno. Cale-se, você está fazendo ondas."


A Agenda que eu estou expondo tem se desdobrado por milhares de anos até o seu ponto atual, perto da conclusão, porque a humanidade entregou sua mente e sua responsabilidade. A Humanidade preferiria fazer o que ela acha ser certo para si mesma no momento do que considerar as futuras conseqüências de seu comportamento para a existência humana. Ignorância é felicidade, nós dizemos, e isso é verdade - mas só durante algum tempo. Pode ser felicidade não saber que um tornado está vindo porque você não tem nenhuma necessidade de preocupar-se ou de tomar providências. Mas enquanto sua cabeça está dentro da areia seu traseiro está no ar, e o tornado ainda está vindo.



Figura 1: O conhecimento está nas Mãos de poucos e o resto é mantido ignorante. A clássica estrutura para manipulação e controle.


Se você erguesse a sua cabeça e o enfrentasse, o desastre poderia ser evitado, mas ignorância e negação sempre asseguram que você terá a força completa e as mais extremas conseqüências, porque o tornado vem quando menos se espera e quando você está menos preparado. Como eu disse, ignorância é felicidade - mas só por algum tempo. Nós criamos nossa própria realidade através dos nossos pensamentos e ações. Para toda ação ou omissão há uma conseqüência. Quando nós entregamos nossas mentes e nossa responsabilidade nós entregamos nossas vidas. Se bastante de nós fizermos isto, nós entregamos o mundo e isso é precisamente o que nós temos feito ao longo da história humana conhecida. É por isto que poucos sempre controlaram as massas. A única diferença hoje é que poucos estão agora manipulando o planeta inteiro por causa da globalização dos negócios, dos bancos e comunicações. A fundação deste controle sempre foi a mesma: mantenha as pessoas em ignorância, medo e em guerra contra elas mesmas. Divida, governe e conquiste mantendo o conhecimento mais importante pra você (veja a Figura 1). E como nós veremos neste site, aqueles que usaram estes métodos para controlar a humanidade por milhares de anos, são membros da mesma força, da mesma tribo de cruzamentos, seguindo uma Agenda de longo prazo que está alcançando agora um ponto principal na sua jornada. O estado global fascista está sobre nós. E ainda, não tem que ser assim. O real poder está nas mãos de muitos, não de poucos. Realmente poder infinito está dentro de todo indivíduo. A razão porque nós somos tão controlados não é que nós não temos o poder para decidir nosso próprio destino, é que nós entregamos este poder a cada minuto de nossas vidas. Quando algo acontece que nós não gostamos, nós procuramos outra pessoa para culpar. Quando há um problema no mundo, nós dizemos "o que é que ELES vão fazer sobre isso". Neste ponto ELES, que secretamente criaram o problema em primeiro lugar, respondem a esta exigência apresentando uma "solução" - mais centralização de poder e erosão de liberdade. Se você quer dar mais poderes para a polícia, agências de segurança e exército, e você quer que o público exija que você faça isso, então assegure que haja mais crime, violência e terrorismo, e então é uma brincadeira de criança alcançar suas metas. Uma vez que as pessoas estão com medo de serem roubadas, assaltadas ou bombardeadas, elas vão exigir que você tome a liberdade delas para as proteger do que foram manipuladas para temer. O atentado à bomba em Oklahoma é um clássico exemplo disso, como eu detalho em... E A Verdade O Libertará. Eu chamo esta técnica de Problema-Reação-Solução. Crie o problema, encoraje a reação "algo precisa ser feito", e então ofereça a solução. Isto é resumido pelo lema Maçônico 'Ordo Ab Chao' - ordem vinda do caos. Crie o caos e então ofereça uma maneira para restabelecer a ordem. Sua ordem.


As massas são agrupadas e dirigidas por muitas e variadas formas de controle mental e emocional. É o único modo que isto poderia ser feito. Poucos não podem controlar bilhões de pessoas fisicamente, da mesma maneira que animais de fazenda não podem ser controlados fisicamente a menos que um grande número das pessoas esteja envolvido. Dois porcos escaparam de um matadouro na Inglaterra e iludiram a captura por tanto tempo, apesar dos esforços de muitas pessoas para pegá-los, que eles se tornaram celebridades nacionais. Controle físico da população global não pode funcionar. Mas isto não é necessário quando você pode manipular a maneira como as pessoas pensam e sentem ao ponto em que elas "decidem" fazer o que você quer que elas façam e exigem que você introduza leis que você quer introduzir. Há um provérbio velho, bem velho que diz: "se você quer que alguém faça algo, faça com que ele acredite que a idéia é dele". A mente da Humanidade está controlada e só ligeiramente mais consciente do que um zumbi. Longe disso? Não. Eu defino controle mental como a manipulação da mente de alguém de forma que ele pense, e então aja, do modo que você quiser. Depois desta definição, a questão não é quantas pessoas têm suas mentes controladas, mas quantas não têm. Todos são controlados em uma maior ou menor extensão. Quando você é persuadido por um anúncio ou exagera na compra de algo que você realmente não quer ou precisa, sua mente está sendo controlada. Quando você lê ou ouve uma notícia viciada e permite que ela afete sua percepção de uma pessoa ou evento, você está sendo controlado. Olhe só para o treinamento das forças armadas. É puro controle da mente. Desde o primeiro dia dizem para você aceitar ordens sem questionar e se alguém com um boné pontudo lhe diz para atirar em alguém que você nunca encontrou e não sabe nada sobre ele, você tem que atirar sem questionar. Esta é a mentalidade do "Sim senhor!". E isto também penetra o mundo não-militar. "Bem, eu sei que não está certo, mas o chefe me disse que fizesse isto e eu não tive escolha." Não teve escolha? Nós sempre temos uma escolha. Nós temos escolhas que gostaríamos e escolhas que não gostaríamos de fazer. Mas sempre temos uma escolha.


A lista de técnicas de manipulação da mente é infinita. Eles querem sua mente porque quando eles a têm, eles têm você. A resposta está em pegar nossas mentes de volta, pensando por nós mesmos e permitindo que os outros façam o mesmo sem medo do ridículo ou de condenação pelo crime de ser diferente. Se nós não fizermos isso, A Agenda que eu estou expondo será implementada. Mas se nós recuperarmos o controle de nossas mentes e alcançarmos soberania mental, A Agenda não poderá acontecer porque a fundação de sua existência terá sido tomada. Eu tenho falado e pesquisado em mais de 20 países e eu vejo o mesmo processo em todos eles. Políticas e estruturas idênticas são introduzidas em linha com uma Agenda Global, contudo ao mesmo tempo há um despertar global bastante óbvio. Cada vez mais pessoas ouvem o despertador espiritual e emergem de suas sonecas mentais e emocionais, do transe terrestre. Qual força vai prevalecer nestes anos do Milênio até 2012? Isso é com a gente. Nós criamos nossa própria realidade por nossos pensamentos e ações. Se nós mudamos nossos pensamentos e ações nós mudamos o mundo. Simples assim.


Tudo é consciência em diferentes manifestações e nós estamos interagindo com outros campos de energia vibracionais a cada momento de nossas vidas. Nós sentimos isto freqüentemente quando encontrarmos alguém e sentimos suas "vibrações" ou quando vamos para uma casa e ou sentimos incomodados ou imediatamente em casa. É a energia da pessoa ou do lugar que nós estamos sentindo. Como nós estamos vivendo dentro dos campos de energia da Terra, somos constantemente afetados pelo seus estados vibracionais. Os reptilianos sabem disto e aqui você tem outra razão para o simbolismo e ritual deles em uma escala tão obsessiva. Tudo ressona a uma freqüência, e símbolos são exemplos muito poderosos disto. Um símbolo é uma representação física de um pensamento. O que aquele símbolo significa pra você é a energia que ele ressonará. Um obelisco simboliza a energia sexual masculina e, dessa forma, é a energia que ele gera e atrai. A cúpula representa o útero, a fêmea, e essa é a energia que ela gera e atrai. O mesmo com um pentagrama, uma tocha iluminada, o que quer que seja. Se eles são colocados em pontos de vórtice particularmente poderosos e em pontos sobre os cruzamentos magnéticos da Terra, afetarão o estado vibracional do campo de energia global mais eficientemente. Acontece o mesmo com as plantas geométricas de ruas e a colocação geométrica de certos edifícios em relação uns aos outros. O assassinato do Presidente Kennedy em um ponto de vórtice poderoso como o Dealey Plaza, e a energia do pensamento humano de horror, aflição e medo focalizada lá, teve um efeito volumoso na ressonância vibracional da energia da Terra. O mesmo, ou até mais, com a morte da Princesa Diana naquele Local de energia lunar em Paris. Tudo isso é parte do feitiço lançado pelo reptilianos nas emoções e na mente humana para nos desligar de nosso verdadeiro e infinito poder. Também, quanto mais nós somos manipulados a sentir emoções negativas por estes e por outros eventos, mais nós geramos nosso próprio medo nos campos da Terra, e a espiral descendente continua.


Há outro ponto aqui que é altamente relevante. Pesquisas têm mostrado que há um pulso, um sinal elétrico, que é gerado do centro, da Via-Láctea para nosso Sol (e outros sóis) e de lá para a Terra. Esse pulso é apanhado então pelo coração humano, passa pelo cérebro, e de lá vai para as células do corpo. Quando esse pulso, que ressoa, passa por esse caminho intacto e inalterado, o ser humano está em harmonia com o cosmo. Cada célula está conectada, e em harmonia com o pulso cósmico. Porém, emoções de baixa vibração e desequilíbrio bloqueiam o caminho e quebram o circuito e, uma vez mais, nos desconecta da Terra e da amplitude do universo. A conexão coração-cérebro tem sido quebrada na maioria das pessoas pela separação da cabeça e do coração, do intelecto e da intuição, do físico e do espiritual. A razão pela qual os reptilianos estão acelerando a sua Agenda tão rapidamente hoje é que eles sabem que têm um desafio colossal em suas mãos. A criação é governada por ciclos de energia. Em um nível, nós os vemos nas estações da Terra, primavera, verão, outono e inverno. Mas há também ciclos muito maiores, e esses têm sido registrados em números e símbolos pelos povos antigos como os sumérios, egípcios, hindus, chineses, os mayas da América Central e os Americanos nativos como os Hopi do Arizona. Esses mediam os ciclos de energia solar, lunar e outras energias cósmicas que transformam os campos de energia da Terra e assim transformam a vida neste planeta. Nós estamos agora no meio de talvez o maior desses ciclos, um que acontece, segundo estimativas, só uma vez a cada 26.000 anos, e o calendário Maya prevê que o ponto crítico de mudança é 12 de dezembro de 2012. Esse é o real ponto focal da transformação, não o manufaturado Milênio. Estes ciclos de consciência são como entradas ou portais que se abrem para aqueles que estão prontos para passar para um estado muito mais alto de consciência. Eu vejo isto como um tipo de relógio cuco no qual, em certos momentos-chave, a porta ou portal se abre. Quando estes portais são perdidos, o ciclo começa novamente até outro portal abrir. Mas o que nós estamos encarando agora, ao que parece, não é um portal, mas sim um vasto abismo de oportunidades para uma transformação global que desafiará todas as crenças atuais. Textos de escolas religiosas e de mistério têm previsto isto abertamente ou simbolicamente por milhares de anos. Agora a evidência física, espiritual e, crescentemente, científica pode confirmar que a denominada "Grande Mudança das Eras" está sobre nós.


Uma série de eventos, descrita por Gregg Braden em Despertando Para o Ponto Zero, tem confirmado que os tempos estão mudando. Em 1991 foi identificada uma nova freqüência ressonando do centro da espiral de nossa Galáxia e em 1994 a sonda Ulysses foi enviada para investigar mudanças no Sol. Desde a metade dos anos 80, houve um tremendo aumento nas chamas solares e nas explosões de raios-x, e Ulysses descobriu que o campo magnético do Sol estava diminuindo rapidamente. As leituras nos pólo norte e no pólo sul e no equador estavam "muito mais baixas do que o esperado". Também, enquanto o Sol está esfriando, os planetas do sistema solar, especialmente os mais afastados, estão aquecendo. Isto sugere que a fonte de calor planetário vem de dentro, embora isto possa ser estimulado por mudanças magnéticas e elétricas no sol. Ao mesmo tempo em que estas mudanças estavam acontecendo no Sol, uma tempestade em Júpiter, primeiro documentada pelos chineses 3.000 anos atrás, também mostrou mudanças súbitas. Uma vasta espiral dentro desta tempestade começou a girar na outra direção. As ondas de choque e outros fenômenos causados pela colisão do cometa shoemaker-levy em Júpiter em 1994 também têm afetado todo o sistema solar, inclusive a Terra. O que está claro é que as mudanças no campo magnético do Sol têm se refletido aqui.


A Terra é um imã gigantesco com diferentes níveis girando para criar um campo magnético. Quanto mais rápido a Terra gira, mais poderoso e denso é o campo magnético. Dois mil anos atrás este campo magnético atingiu o ápice de sua intensidade no ciclo atual e vem caindo desde então, a medida em que o planeta tem girado cada vez mais lento, Braden diz. O campo está agora 50% menos poderoso do que estava 1.500 anos atrás e a velocidade desta queda está aumentando muito depressa. Não há nenhuma razão para pânico porque tudo isso é parte de um ciclo natural, uma versão mais longa e infinitamente mais poderosa das estações anuais. Junto com isso vem a notícia de que a freqüência de ressonância da Terra ou, se preferir, a sua pulsação, está aumentando rapidamente. Esta freqüência, chamada de Freqüência Ressonante de Base ou Ressonância de Cavidade de Schumann, foi identificada em 1899. Entre 1899 e a metade de 1980, manteve um pulso constante ao redor de 7.8 Hertz ou 7 ciclos por segundo. Mas de 1986-87 começou a acelerar. Ao final de 1995 tinha alcançado 8.6 de acordo com algumas estimativas e os últimos números que eu ouvi estavam acima de dez e ainda subindo. Gregg Braden acredita que no ano de transformação Maya de 2012, a ressonância da Terra poderia ser de 13 ciclos por segundo enquanto que o seu campo magnético poderia estar no zero ou próximo disso. Ele chama isso de Ponto Zero, quando o campo magnético da Terra desaparecerá porque o planeta terá parado de girar. Isto não significa que não haverá gravidade porque ela é criada por outros fenômenos, não pela rotação do planeta. Algo assim parece ter acontecido pelo menos 14 vezes nos últimos 4.5 milhões de anos. O último é calculado ter sido aproximadamente há 11-13.000 anos atrás, uma janela de tempo que corresponde com muitas estimativas do fim da Atlântida e o começo da recuperação daquele grande cataclismo depois de aproximadamente 10.500 AC. 13,000 anos atrás teria sido o ponto intermediário no Grande Ciclo de 26,000 anos que está terminando agora, outro tempo de grande mudança. Eu não estou dizendo que a Terra vai deixar de girar, mas eu certamente não descartaria essa possibilidade.


Porém, pode ser que tenha havido uma troca dos pólos magnéticos mais recentemente, aproximadamente 3.500 - 3.600 anos atrás, de acordo com o exame do gelo em Greenland e nas regiões polares. Toda vez que a Terra sofreu uma rápida queda no campo magnético como a que nós estamos vendo agora, resultou em uma troca de pólo que é quando o norte e o sul magnéticos trocam de lugar. Pessoas como Braden, estimam que a Terra deixará de girar durante alguns dias antes de começar a girar na direção oposta. Como você pode ver, quando o fluxo de eletricidade de uma barra de ferro é invertido, os pólos se invertem. A medida em que o planeta girar na direção oposta, o fluxo de eletricidade se inverterá e, conseqüentemente, os pólos também se inverterão. Se o planeta deixasse de girar, um lado da Terra estaria em constante claridade e o outro em constante escuridão nesse período, e isso é o que os antigos disseram que aconteceu há milhares de anos atrás. Os peruanos falam sobre a 'longa noite' de três dias e na Bíblia há referência a um dia durando 20 horas(?), o dia mais longo. A Tribo Hopi registra como o Sol nasceu duas vezes em um dia. Primeiro nasceu no oeste e se pôs no leste e depois nasceu no leste e se pôs no oeste - o ciclo que permanece desde então. Outros contos antigos dizem que o Sol costumava nascer no oeste e se pôr no leste, outra indicação de que a Terra costumava girar em outra direção. No começo dos anos 90, quando eu estava apenas acordando para essas coisas, me foram dadas algumas informações canalizadas por uma psíquica que disse: “O mundo está mudando e o norte se tornará o sul e o leste, oeste. Assim foi comandado desde o começo do tempo.” Brian Desborough, o cientista-investigador da Califórnia, também me falou que alguns importantes eventos geofísicos estão acontecendo, os quais estão sujeitando as telecomunicações a um blecaute. Ele confirma que o campo geomagnético da Terra está caindo rapidamente e logo alcançará o zero. Ele acredita, assim como eu, que nós estamos iniciando um passeio geologicamente muito acidentado. O Serviço Geológico dos EUA diz que o campo magnético da terra cai para zero a cada 500.000 anos, e então lentamente se reconstrói, e que estes são períodos de cataclísmicas mudanças na Terra, terremotos e vulcões, por causa da parada temporária na rotação do planeta. Eu acho que isso acontece mais freqüentemente do que se supõe.


De acordo com os contatos de Brian, o campo magnético do Sol já caiu pra zero e parece ter alcançado um nível mais alto de conversão de hidrogênio em hélio. Ele diz que as chamas solares estão sendo emitidas acima e abaixo do equador do Sol a uma latitude de 19.5 graus. Este é o ponto onde é trocada energia entre esferas giratórias e é nesta latitude na Terra que as pirâmides ficam situadas. A energia que é recebida do Sol a estas latitudes deve ser agora fenomenal.


Nós temos seguido a conexão entre mudanças na ressonância vindas do centro da galáxia, com as mudanças no sol e com as mudanças na Terra. Isso segue em frente de lá para o coração humano, e então para o cérebro e depois para cada célula do corpo. Quanto mais você abre o seu coração, mais poderoso este fluxo fica e mais rápido você se sincronizará com as vibrações ascendentes e alcançará um estado mais alto de consciência. Se você fechar o seu coração e sua mente, você estará resistindo a estas mudanças e uma quantidade cada vez maior de sua energia será gasta nessa luta contra as mesmas energias que transformarão sua vida e o libertarão. Também o seu corpo crescentemente sairá de sincronia com a energia ao seu redor e as conseqüências físicas, mentais e emocionais serão óbvias. Você pode tentar nadar contra a correnteza desse enorme oceano, ou você pode relaxar, deitar-se em uma bóia e deixar as coisas fluírem naturalmente. É sua escolha, e não importa o que aconteça, você sempre viverá. Se nós nos permitirmos sermos tocados por essa luz de alta freqüência, nossos corpos se consertarão e nós não envelheceremos. Nós viveremos em corpos físicos indefinidamente se nós assim desejarmos e nossos poderes mentais e psíquicos não conhecerão nenhuma limitação. Se também está correto que nós estamos entrando em um volumoso campo elétrico chamado de Cinturão de Fótons, nós vamos experimentar algumas coisas surpreendentes. Os antigos sabiam destes grandes ciclos de mudança e todos os calendários antigos dos egípcios, dos Mayas, dos Tibetanos, dos chineses e de outros terminam no período em que nós estamos vivendo agora. O calendário egípcio data de aproximadamente 39.000 anos atrás e o Maya talvez 18.000 anos. O Maya disse que haveria um período de transição entre o velho e o novo mundo, a medida em que uma versão de tempo fosse substituída por outra. Eles chamaram esse período de "Sem Tempo" e eles disseram que isso vai começar em julho de 1982 e conduzir à uma mudança no dia 12 de dezembro de 2012. O efeito de tudo isso na humanidade é fácil de ver. Eu visitei mais de 20 países nos últimos anos e há um despertar acontecendo em todos eles. Contudo, a maioria ainda não despertou, mas os números estão aumentando dia-a-dia a medida em que este despertador espiritual tira as pessoas de suas sonecas. É a aceleração da vibração da Terra, e da galáxia em geral, que está dando a impressão de que o tempo está passando cada vez mais rapidamente. Isso é uma ilusão porque, na verdade, não há nenhum tempo, mas nos sentimos dessa forma porque a freqüência está ficando mais rápida. Eu lembro que me foi dada uma comunicação canalizada por uma psíquica no começo dos anos 90, a qual disse que estava chegando o dia em que o tempo parecerá estar se movendo tão depressa que será assustador. Esse momento está próximo. Não há nada com o que se preocupar, é só um ciclo natural, mas apresentará muitos desafios e, conseqüentemente, oportunidades infinitas.


O universo, como o todo do mundo físico, é um holograma - colunas de luz colidindo para criar o aspecto de forma tridimensional. É como lançar pedras em uma lagoa e assistir as ondas colidirem e criarem padrões. Dois cientistas nos Estados Unidos, Terrance e Dennis McKenna, sugerem que o universo é um holograma de 64 ondas ou escalas de tempo e é por isso que nós temos os 64 hexagramas do I-Ching, 64 chaves da Árvore da Vida, e os 64 cordões do DNA. A análise do computador deles sugere que todas essas 64 ondas atingirão juntas o ápice em 2012. Isto fará com que os próximos anos sejam um período de mudanças estarrecedoras. Os McKennas dizem que a velocidade da mudança tem dobrado dentro de um período cada vez menor, se manifestando como os saltos no desenvolvimento tecnológico neste século. Projetando adiante, eles dizem que isto continuará pelo ano de transformação de 2012 quando em um período de 384 dias haverá mais transformações de consciência do que em todos os ciclos anteriores juntos (ver Mensageiros do Amanhecer). Depois disso, haverá um ciclo de seis dias dentro do qual eventos se moverão ainda mais rapidamente e nos últimos 135 minutos haverá outros dezoito enormes saltos na consciência humana, culminando no último 0.0075 de um segundo quando outros 13 acontecerão. Eu não acho que nós estaremos assistindo a alguma novela enquanto isto estiver acontecendo. “Querido, eu acho que acabei de passar por várias transformações existenciais enquanto estava assistindo àquele comercial. Aceita uma xícara de chá?”


Figura 2: O dramático aumento das chamas solares que estarão bombardeando a Terra pelos primeiros anos do Milênio. Estes são os números das principais explosões em cada mês.


Enquanto eu escrevo estas palavras o ciclo das chamas solares está aumentando rapidamente e rumando ao seu poder e efeito máximos entre 1999 e 2002 (veja a Figura 2). Essa não é a transformação, mas é parte do ciclo. É muito significante que o culto solar do reptilianos-humanos deveria criar uma medida de tempo que sincronizasse o ano 2,000 deles com o pico das explosões solares neste ciclo (ciclo 23 como é conhecido). Essas tempestades solares de energia altamente carregada provavelmente aumentarão a força de temporais, mudanças no tempo, incríveis espetáculos no céu ao nascer do Sol e, possivelmente, causarão cortes de energia e mau-funcionamento de satélites. As bases subterrâneas e cidades construídas pela Elite neste século estão em preparação para as mudanças monumentais que vão acontecer até 2012. O satélite Telstar 401 foi destruído por, aparentemente, densidades elétricas mais altas do que o normal e isso não é nada comparado com o que está por vir. Em março de 1989 a rede elétrica de Quebec, no Canadá entrou em colapso por dois minutos entre uma tempestade de energia solar semelhante e, novamente, são esperadas tempestades muito maiores. É esperado que as principais tempestades geomagnéticas atinjam o ápice entre 1999 e 2002; tempestades severas deveriam atingir o ápice entre 1999 e 2005; e o ano para o número máximo de pequenas tempestades por dia é predito para ser 2005, a medida em que o ciclo solar 23 entra em declínio. As maiores chamas deste ciclo solar são estimadas em serem 10.000 vezes mais poderosas do que as observadas na metade dos anos 90.


Os Reptilianos têm tecnologia para mexer com o clima e eles a usam, não há nenhuma dúvida sobre isso. Mas os fenômenos que eu descrevi até aqui são a verdadeira razão para as dramáticas mudanças nos padrões globais do clima, os quais estão ficando mais extremos a cada mês. Nós ainda não vimos nada. Como eu disse, entre grande ridículo público na Inglaterra no começo dos anos 90, mudanças enormes em padrões climáticos serão prováveis neste período, junto com efeitos geológicos a medida em que a Terra se reestrutura e prepara o seu corpo para a mudança, da mesma forma que os humanos estão tendo que fazer.

Nós e a Terra estamos sendo desafiados a sincronizar nossa consciência e sua expressão física com as freqüências que estão se acelerando rapidamente e que estão agora inundando o planeta.
Os Reptilianos estão buscando desesperadamente esconder estes fatos colocando a culpa pelas mudanças no clima no "efeito estufa" ou "El Nino". Eles sabem que uma vez que as pessoas percebam que algo muito diferente está acontecendo, os dominós cairão e o jogo estará acabado. Foram os Reptilianos que criaram o Movimento New Age para desviar o despertar. O termo New Age é o nome de uma revista Maçônica. Uma escrava mente-controlada do Governo americano, agora recuperada, me confirmou que o movimento New Age foi secretamente lançado por Henry Kissinger e outros, enquanto ela estava sobre o seu controle na década de 70. Sempre que eu faço estas observações, os "New Agers" rejeitam a idéia porque eles dizem que os Reptilianos não iriam querer que as pessoas tivessem uma visão diferente da vida. Não, não em um mundo ideal, mas este não é um mundo ideal para eles porque as mudanças de energia estão acordando as pessoas. Os Reptilianos sabiam que essas mudanças estavam vindo e qual seria o seu efeito. Eles não puderam pular para dentro de uma espaçonave e mexer com o Sol ou ir até o centro da galáxia para desligar essa nova vibração. A única alternativa deles era seqüestrar esse despertar de consciência e conduzi-lo para uma outra religião-de-regras-e-regulamentos, onde ele não seria nenhuma ameaça à Agenda dos Reptilianos. Eles têm feito isso com o Movimento New Age. Há algumas pessoas muito sensatas e conscientes dentro do movimento fazendo um grande trabalho, mas tantos outros estão em negação do que está acontecendo no mundo. Eles estão sendo enganados por outras entidades dimensionais, por transmissões dos Reptilianos nas freqüências psíquicas e por comunicações canalizadas vindas dos níveis mais baixos da quarta dimensão. Eles se sentam ao redor de suas velas ou esperam que um "comando Ashtar" extraterrestre venha e os arrebatem para fora do planeta em uma espaçonave. Ashtar é uma mistura, um jogo de palavras com deidades antigas como Ashteroth e Ishtar, outro nome para a Rainha Semiramis. Muitos da mentalidade New Age nem mesmo falarão sobre a manipulação dos Reptilianos porque "é negativo". Sim é, e ficará desse jeito até nós tomarmos conhecimento e mudarmos isto. Correr ou ficar pairando perto do teto não fará diferença. A maior parte do movimento New Age não busca espiritualidade como mudança, mas espiritualidade como escapismo. Ele está suprimindo e desviando o despertar, não avançando.


Nós estamos claramente sendo preparados para revelações sobre os reptilianos, porque as energias de freqüência mais altas e altamente carregadas, aumentarão dramaticamente o número de pessoas que vêem os reptilianos da mais baixa quarta dimensão. Arizona Wilder me falou que o número de rituais de sacrifício tem aumentado maciçamente desde os anos oitenta porque os reptilianos precisam de cada vez mais sangue humano e energia para manter a sua forma humana. Eles precisam que as pessoas estejam micro-controladas antes deles serem vistos abertamente como répteis por causa do avanço das mudanças vibracionais. As mudanças estão tirando a máscara vibracional dos reptilianos e a verdade terá que vir à tona. Em preparação para isto há uma lista muito longa de filmes e programas de televisão para os adultos e crianças sobre répteis-humanóides, amigos e inimigos. Eu tenho mencionado A Chegada e V: A Batalha Final, mas existem muitos mais. Em Stargate, a história da viagem no tempo para um Egito antigo controlado por extraterrestres, a possível natureza réptil do "alien" é revelada quando a pele dele é arrancada fora no fim. Stargate: SG-1 continua o tema dos reptilianos ocupando forma humana; Mina Inimiga e Dreamscape, ambos estrelados por Dennis Quaid, mostram répteis-humanóides; Theodore Rex é sobre um dinossauro vertical-ambulante de sete pés de altura; Babylon 5, a série de televisão, inclui os répteis-humanóides chamados de Narns e o mesmo tema pode ser visto em Jornada nas Estrelas; Jornada nas Estrelas - A Próxima Geração; Zona Espacial; Busca Marítima DSV; Limites Siderais, e em muitas outras. O Parque dos Dinossauros e O Mundo Perdido, ambos de Steven Spellberg, trazem os dinossauros de volta à vida e a sua animação de vídeo para crianças, Nós Estamos de Volta, mostra dinossauros falantes de duas pernas. Em uma cena um T-Rex é levado para uma espaçonave, dotado de inteligência e levado adiante no tempo até o presente. Filmes e séries de televisão para crianças estão cheios de imagens de répteis. Mario Brothers é baseado na idéia de que os dinossauros não foram extintos pelo meteorito e que, na realidade, o impacto criou uma dimensão paralela onde os dinossauros continuaram a viver e prosperar e evoluíram para humanóides inteligentes. Os heróis do filme entram em uma passagem subterrânea onde eles caem nessa outra dimensão e lutam com dinossauros-humanóides para impedir a invasão desta dimensão. Dinotopia e Dinotopia: O Mundo Subterrâneo, os livros para crianças por James Gurney, conta histórias sobre um mundo intraterreno no qual reptilianos inteligentes e dinossauros vivem debaixo do chão com humanos. A Terra Dos Perdidos mostra uma família que volta no tempo para uma terra dominada por dinossauros onde eles são atacados por uma raça de humanóides-répteis chamados de Sleestak. Em um episódio, um humanóide reptiliano estuda humanos que irradiam "calor emocional" - a energia emocional humana na qual os reptilianos prosperam. A série para crianças, Barney, é sobre um amigável réptil e Tartarugas Ninjas Mutantes são as lutadoras anfíbio-répteis contra o crime e a injustiça. Dinossauros, no começo dos anos 90, foi um programa de televisão para crianças sobre uma amável família de dinossauros, interessantemente chamada de família Sinclair! Um deles é chamado de Earl! (Conde). Desenhos como Dinosaucers; Liga Mutante; G. L. Joe e Dino Power House Também incluem seres répteis inteligentes. Uma coincidência? É claro que não.


Por muito tempo os Reptilianos têm se preparado para impedir a humanidade de fazer a mudança de consciência. A natureza hierárquica da estrutura de controle deles, tem lhes permitido promover o mesmo plano por incontáveis instituições e agências diferentes. Primeiro eles nos atacaram no nível físico com drogas, suplementos alimentares e fluoreto na água. Os métodos antigos de curar (conhecidos hoje como alternativos ou complementares) estão sobre constante agressão dos estabelecimentos médicos que estão cheios de Maçônicos e sobre o controle do cartel farmacêutico dos Reptilianos. O império Rockefeller sozinho agora possui mais que 60% da indústria farmacêutica dos Estados Unidos. Este, e as outras asas do cartel farmacêutico global, patrocinam as "pesquisas" de novos tratamentos e, é claro, estes "tratamentos" sempre acontecem de serem drogas. Há um livro excelente que documenta isto chamado A Máfia Médica escrito por um doutor canadense, Guylaine Lanctot que está disponível através da Bridge of LovePublicações. O cartel farmacêutico se integra com os principais produtores mundiais de "comida" como a Nestlé, Kellogg, Proctor e Gamble e o resto. Por esta rede os Reptilianos podem orquestrar um ataque combinado no corpo humano e nos seus processos mentais através de drogas, vacinas e suplementos alimentares. Animais e comida geneticamente modificados também fazem parte disto. Quando um dos cientistas britânicos envolvido no desenvolvimento de comida geneticamente modificada questionou sua segurança publicamente, ele foi imediatamente despedido. E isso aconteceu em um país supostamente com liberdade de expressão. O Flúor que é colocado na água e em outros produtos é um supressor mental, bem como os adoçantes como o aspartame que você acha hoje em quase todas as bebidas suaves. Estes suplementos são projetados para tornar mais difícil para o cérebro e para as células se sintonizarem nas novas freqüências. Os Trabalhadores das fábricas de comida não têm nenhuma idéia do que eles estão fazendo, porque eles só seguem ordens. As decisões estão sendo tomadas em um nível muito mais alto. O mesmo acontece com as vacinações, uma das maiores de todas as fraudes médicas. Os doutores (a maioria deles) e as enfermeiras não têm nenhuma idéia do dano que eles estão fazendo ao corpo, à mente e ao sistema imunológico de uma criança quando eles administram as vacinas. Mas esses que orquestram os programas de vacinação certamente sabem. Os Reptilianos também criaram uma rede altamente complexa de tecnologia para capturar a consciência coletiva humana e desligá-la do resto do seu eu multi-dimensional. Isso começa no espaço com a tecnologia de "Guerra nas Estrelas" que é parte de uma vasta teia eletromagnética dentro e ao redor da Terra. Ela inclui: Transmissores de Freqüência Extremamente Baixa (ELF) que estão difundindo os seus sinais por todo o mundo; transmissões de microonda as quais incluem ataques diretos naqueles que os Reptilianos desejam matar ou desacreditar por manipulação da mente; as redes de telefones móveis que causam um enorme dano mental e físico e permitem que o dono seja localizado até mesmo quando o telefone está desligado; emissões de televisões, fornos de microondas e outras tecnologias; e, é claro, o microchip. A razão principal para a campanha por uma população micro-controlada é para suprimir o despertar e nos desconectar dos pulsos que estão nos libertando. Um cientista da CIA me contou que a implantação de microchips dará o controle dos pensamentos, das emoções e da saúde física das pessoas aos Reptilianos.


Um contato no mundo financeiro, que aceita a conexão reptiliana por sua própria experiência, me deu algum pano de fundo interessante para os sistemas de energia modernos. Ele tinha trabalhado com vários inventores de energia livre (grátis), e ele percebeu que essa tecnologia de energia livre trabalhava na direção "horária", e assim, estava em harmonia com o giro dos chakras. Mas, a maioria da tecnologia elétrica convencional era "anti-horária", portanto em conflito com os chakras. Ele acreditava que isto estava ajudando a fechar o sistema de chakras e desligar a humanidade de outros níveis de consciência. Esta é uma razão por que os Reptilianos têm suprimido, freqüentemente através de assassinatos, o desenvolvimento da tecnologia de energia livre. Os sistemas mais comuns de instalação elétrica nas casas funcionam a 60 ciclos por segundo que é muito prejudicial ao corpo e afeta a atividade das ondas cerebrais.


Figura 3: Os Reptilianos buscam aprisionar a psique humana no cérebro esquerdo, a parte "racional" que só acredita no que pode ver, tocar, ouvir ou cheirar. O sistema de "educação" e a mídia são estruturados com essa intenção e a maioria dos professores, conferencistas, cientistas e jornalistas também são prisioneiros do cérebro esquerdo.

Figura 4: quando nós abrimos nossos corações e mentes nós ativamos o cérebro direito e, conseqüentemente, a intuição e a inspiração que nos conecta com o cosmos.




Brian Desborough me falou como as pessoas desenvolvem doenças e outros problemas se a cama delas é colocada contra uma parede que tem instalação elétrica interna. As suas reclamações freqüentemente desaparecem se eles movem a cama alguns pés pra longe da parede. Nós vivemos em um oceano pulsante de eletromagnetismo gerado pela "moderna" tecnologia e isto está constantemente afetando a saúde física, mental e emocional humana. A mente, o corpo e as emoções humanas estão sofrendo uma incrível agressão na contagem regressiva para a Grande Mudança porque os Reptilianos estão desesperados para assegurar que a humanidade como um todo não faça o salto de consciência que nos levará além das freqüências reptilianas.


Os Reptilianos também têm estruturado o sistema de "educação" e a mídia para fechar as pessoas no que eu chamo a prisão do cérebro esquerdo. O cérebro esquerdo é a área que lida com a visão física do mundo, pensamentos "racionais" e tudo aquilo que pode ser visto, tocado, ouvido e cheirado (veja a Figura 3). O cérebro direito é nossa intuição e nossa conexão com dimensões mais altas. É onde você acha o artista e a criatividade, inspirados por nossa singularidade de pensamento e expressão (veja a Figura 4). O sistema de ensino e seus parceiros, como a mídia e a ciência, são projetados para falar ao cérebro esquerdo e para desligar os pensamentos do direito. É por isso que os gastos com as artes nas escolas estão sendo cortados por todo o mundo e programas rígidos para o cérebro esquerdo estão sendo impostos. A "educação" enche o cérebro esquerdo com informações, muitas das quais são mentirosas e inexatas, e exige que elas sejam armazenadas e então regurgitadas na hora da prova. Se você faz isso como um robô você passa. Porém, se você filtra a informação pelo cérebro direito e diz “Ei, essa droga não pode ser verdade", você não passará, apesar de que você estará dizendo a verdade. A educação não é maravilhosa?


Com o medo como a maior arma dos reptilianos, o plano é criar eventos, reais e fabricados, que criarão muito medo pelos anos que faltam para 2012. Isto inclui um plano para começar uma terceira guerra mundial através ou da estimulação do mundo muçulmano a uma "guerra santa" contra o Ocidente, ou usando os chineses para causar um conflito global. Talvez ambos. As bombas colocadas perto das embaixadas dos EUA na África em 1998 e a resposta americana com bombardeios de alvos islâmicos é tudo parte disto. Um dos planos-chave deles é chamado Projeto Bluebeam. Um dos elementos desse projeto é usar satélites geradores de lasers na rede "Guerra nas Estrelas" em diferentes partes do mundo para projetar imagens holográficas no céu de OVNI's, Jesus, Maomé, Buddha, Khrishna, etc. Com cada sistema de crença convencido de que o salvador deles chegou, o potencial para enormes conflitos religiosos é óbvio. Mensagens serão transmitidas (como elas já estão sendo) na Freqüência Extremamente Baixa (ELF), na Freqüência Muito Baixa (VLF), na Freqüência Baixa (LF) e nas faixas de microondas que podem ser recebidas pelo cérebro humano. Esta tecnologia está altamente sofisticada hoje em dia, e muitas pessoas acreditarão que "Deus" e o seu salvador está falando com eles, quando na verdade serão os manipuladores reptilianos. Muitas informações canalizadas já estão vindo desta fonte. O Projeto Bluebeam também envolve a manifestação de fenômenos "sobrenaturais" de muitos tipos para aterrorizar a população e entre o terror e o conflito, também por imagens holográficas no céu, o "Salvador" fabricado pelos Reptilianos virá. Também deve ser enfatizado, quando nós consideramos o Projeto Bluebeam, que os fenômenos dos círculos nas plantações não têm que ser necessariamente extraterrestres ou "sobrenaturais", como a maioria dos investigadores acredita. Poderia ser, mas não tem que ser. No período anterior ao primeiro aparecimento dos complexos padrões nas plantações nos anos 80, a tecnologia que poderia criá-los já tinha sido desenvolvida. Era um dispositivo que projetava uma coluna de raios-gama de alta freqüência que foi desenvolvido para o exército. Algumas das principais características dos círculos genuínos (muitos são uma fraude) são: os talos dobram na junta mais baixa e não quebram; a estrutura da célula muda; os padrões dos círculos emitem microondas; animais mortos dentro dos círculos são carbonizados; um som de alta freqüência ou um barulho de click é ouvido quando o padrão é formado; luzes de plasma às vezes são vistas. Cada um destes efeitos seria causado pela coluna de raios-gama do dispositivo. O cientista e pesquisador Brian Desborough diz:


“A coluna de raios-gama de alta freqüência faria com que a umidade nas juntas fervessem, inchando e amolecendo as células das juntas e fazendo com que a palha dobrasse na direção do raio. Tais colunas são capazes de criar detalhes extremamente precisos; o som de alta freqüência que é emitido dos círculos recentemente formados sugerem fortemente que os sistemas de colunas empregados neste ato enganoso integram a tecnologia de Mossbaur. O solo dentro do círculo emitiria radiação e qualquer criatura infeliz o bastante que fosse irradiada pela coluna de raios seria carbonizada... antes de começar um círculo na plantação, a coluna de raios-gama precisaria de ajuste para o foco e intensidade. Isso poderia ser a explicação para as depressões circulares menores normalmente encontradas adjacentes ao círculos nas plantações.”


Algumas pessoas perguntarão por que, se eles são feitos pelas autoridades, tal esforço teria sido feito para os desacreditar com fraudadores, até o ponto onde a mídia agora os ignora. É uma pergunta muito boa, mas o fato de que a tecnologia humana pode fazê-los permanece, e nós deveríamos saber disso. Desborough sugere que o vôo 800 da TWA, o jumbo que explodiu logo após a sua partida de Nova Iorque, foi atingido por uma coluna de raios de Mossbaur. A autópsia nas vítimas revelou que o sangue delas tinha coagulado nas veias e os seus cérebros tinham virado uma "pasta". Isso é o que a arma produziria, e na ocasião a aeronave estava voando perto da Base Naval de Pesquisas Brookhaven, onde esta mesma arma foi desenvolvida.


A fraude OVNI


A ambição principal do Projeto Bluebeam é convencer as pessoas de que a Terra está sendo invadida por extraterrestres. É vital que nós não acreditemos nisso. Os extraterrestres não estão invadindo, eles têm estado aqui por milhares de anos e eles se parecem, na superfície, com você ou comigo. Em 1938 o ator Orson Welles disse estar transmitindo ao vivo de um local em New Jersey onde os "aliens" haviam aterrissado. Ele não estava em New Jersey, estava transmitindo de um estúdio de uma rádio usando atores e efeitos especiais. O programa, uma radiodifusão do "romance" A Guerra dos Mundos por H. G. Wells, causou pânico no lugar em que os marcianos estavam supostamente invadindo. Um sujeito cometeu suicídio e houve engarrafamentos de pessoas tentando escapar porque eles pensaram que os marcianos tinham chegado. Welles disse que foi só uma brincadeira e que as pessoas tinham entendido mal. Isso foi na verdade um experimento para ver como as pessoas reagiriam à uma situação como essa e eles usaram uma história escrita por H. G. Wells, um clone dos Reptilianos que defendeu a Agenda reptiliana, incluindo o controle mental em massa. Pense nisso. Se você quisesse uma desculpa para centralizar globalmente todos os governos, as finanças, os exércitos, a polícia e outras instituições, você precisaria de uma ameaça à todo o planeta. Que melhor desculpa do que inventar que as pessoas estão sendo invadidas por seres do espaço? Você teria um problema global, uma exigência global de que “Algo precisa ser feito” e uma oportunidade para oferecer uma solução global: um governo mundial e um exército para enfrentar essa ameaça. Esse é o plano para o qual nós estamos sendo preparados.

De volta aos anos 60 durante a administração Kennedy, é reivindicado que um grupo de 15 experts nos seus vários campos foram reunidos para produzir um relatório sobre maneiras de controlar a população e centralizar o poder sem o uso de guerras. Ele ficou conhecido como o Relatório da Montanha de Ferro, uma instalação subterrânea no Estado de Nova Iorque onde eles celebraram os seus primeiros e últimos encontros. Dizem que um dos menbros vazou o conteúdo das reuniões para um amigo que o vazou mais amplamente. Eu detalho esse relatório em ...E A Verdade o Libertará. Muitos acreditam que ele seja uma fraude, se isto está correto, então foi uma fraude bem inspirada. Duas das recomendações que ele fez para centralizar o poder foram: uma ameaça para o meio-ambiente mundial e uma ameaça de uma invasão extraterrestre. O relatório foi completado em 1966, a história continua, e em 1968 veio o Clube de Roma, a fachada reptiliana de que eu falei anteriormente, que criou o movimento ambiental. A recomendação ambiental do Relatório da Montanha de Ferro claramente aconteceu. Agora eles estão jogando a carta extraterrestre. Por décadas a idéia da existência de extraterrestres foi desmentida e ridicularizada pela mídia, mas de repente, agora é a hora certa, eles estão levando isso cada vez mais seriamente. "Pesquisas" sobre OVNI's nos Estados Unidos têm sido fundadas por Laurance Rockefeller e ele incluiu um painel de nove cientistas conduzidos pelo físico da Universidade de Stanford, Peter Sturrock. Sturrock disse à Televisão americana que eles tinham achado compelentes evidências físicas de que algo está acontecendo que eles não entendem. Agora, eu fico me perguntando o que isso pode ser? E olhe para a corrente de programas de televisão baseados no medo extraterrestre e filmes como Independency Day (produzido pela 20th Century Fox propriedade de Rupert Murdoch), Alien - A Ressurreição (produzido pela 20th Century Fox propriedade de Rupert Murdoch) e arquivos-x (produzido pela Fox Television propriedade de Rupert Murdoch). E, eu deveria acrescentar, Rupert Murdoch é propriedade dos Reptilianos.


Para apoiar estas mensagens existem os incontáveis relatos de OVNI's sendo vistos e as experiências de grandes números de pessoas que dizem terem sido seqüestradas por extraterrestres. Eu não estou dizendo que isto não acontece, mas algumas coisas nós podemos dizer. Os "abduzidos" invariavelmente se recordam de uma, algumas ou de todas as seguintes sensações: lapso de tempo, barulhos de clique ou zumbidos, sentimentos sexuais e um odor sulfuroso. Brian Desborough mostra que todas essas sensações são típicas de contato com intensos campos eletromagnéticos e são causadas por mudanças neuroquímicas no cérebro como ele explica em detalhes. Em 1930, Professor Cazamalli descobriu que alucinações poderiam ser induzidas por freqüências eletromagnéticas de 500 Megahertz. Estes fenômenos podem ser estimulados até mesmo através de áreas de tensão geopáticas na Terra e por fios de alta tensão, ambos produzem campos eletromagnéticos e eles certamente podem ser produzidos pela tecnologia eletromagnética usada pelos Reptilianos nos seus projetos de controle mental. O efeito e o potencial de campos eletromagnéticos para levar as pessoas para estados alterados de consciência e para ativar muitos fenômenos "sobrenaturais" são enormes. A menos que nós entendamos isso, explicações extraterrestres podem ser dadas para eventos bem terrestres. Isso se aplica às bolas de plasma e às luzes no céu que são comumente causadas por projeções eletromagnéticas da Terra. A moderna explosão de avistamentos de OVNI's não começou até depois da Segunda Guerra Mundial, época em que os alemães tinham desenvolvido formas de "discos voadores". O Projeto Paperclip foi a operação da inteligência americana-britânica para retirar os principais cientistas, engenheiros, geneticistas e manipuladores da mente nazistas da Alemanha e levá-los para a América do Norte ou do Sul. Isso teria transferido o conhecimento "OVNI" pelo Atlântico, e logo em seguida o número de avistamentos de discos voadores nos Estados Unidos começou a crescer. O famoso incidente Roswell aconteceu em 1947. Mutilações de gado foram atribuídas aos extraterrestres porque, como dizem, nenhuma tecnologia humana poderia dissecar o gado e drenar o sangue deles da maneira que tem sido feita. Mas Brian Desborough mostra que isso não é verdade. Um laser portátil do tipo apropriado foi desenvolvido pelo laboratório Phillips da Força aérea dos EUA para uso pelo pessoal das forças especiais e foi depois disso que as mutilações de gado começaram. Algumas das primeiras mutilações aconteceram perto do laboratório de guerra química em Dulce, Novo México e Desborough sugere que o gado está sendo seqüestrado como parte desta pesquisa.


Isto explicaria por que muitos deles são marcados com pintura luminosa que só pode ser vista à noite. O gado pode ser levado a bordo de uma nave, ter algumas partes do corpo removidas, e ser deixado em uma área diferente do campo, não deixando nenhuma pegada e criando um grande "Mistério". Muitos investigadores de OVNI's desinformados (ou que fazem parte da conspiração), dizem que naves como a de Roswell têm que ser extraterrestres porque elas são feitas de um material com uma estrutura não cristalina que não pode ser produzida na Terra ou cortada com ferramentas humanas. Novamente, isso não é verdade. Desborough diz que o processo de produzir tais metais é chamado de resfriamento cortado. “Metal fundido é depositado em uma superfície resfriada criogenicamente resultando em um produto não cristalino. Semelhantemente, quando o metal é comprimido a temperaturas próximas do zero absoluto, ele atinge a dureza de um diamante.”


A comunidade de "pesquisas" de OVNI's está cheia de desinformantes dos Reptilianos e de pessoal da inteligência. Vários dos principais "whistle-blowers" (agentes que denunciam as tramas das agências para as quais trabalham) e autores que falam de OVNI's, são membros de uma unidade da inteligência conhecida como o Aviário, porque todos os seus codinomes são nomes de pássaros. Isso faz você se perguntar como "ex"-agentes da inteligência podem falar livremente sobre projetos secretos quando fazer isso deveria significar ações severas contra eles e a perda do direito à todas as pensões por violações ao seu juramento de segredo. E ainda há a tecnologia conhecida como EDOM (Dissolução Eletrônica da Memória) que é usada em ex-agentes da inteligência para extinguir o conhecimento que as autoridades não querem revelado. Outros membros do Aviário incluem muitos dos hipnotizadores que "ajudam" os "abduzidos" a recuperarem a "memória" do rapto "alienígena". Alguns dos mais "importantes" contatados têm conexões com projetos secretos. George Adamski estava envolvido com cientistas no Laboratório de Eletrônica Naval Point Loma e em uma operação semelhante em Pasadena, quando ele anunciou seus contatos extraterrestres ao mundo. Os microchips, que são ditos terem sido implantados em abduzidos por extraterrestres são, na realidade, bem terrenos. Eles foram desenvolvidos por um consórcio de engenheiros da Motorola, General Eletric, IBM e o Centro Médico de Boston. Um exemplo disso é o chip IBM 2020 usado no programa de controle mental Projeto Monarca. Eles também são implantados em pacientes desavisados pelos médicos e dentistas sobre contrato com as agências de inteligência. Cada vez mais livros estão agora sendo publicados sobre aliens malignos que estão invadindo o planeta. Pra onde tudo isso está nos conduzindo? Eu deixarei Henry Kissinger responder a essa pergunta em uma passagem de seu discurso no encontro Bilderberg em 1992 no Evian-Les-Bains, na França. Ele foi escrito, ao que parece, por um delegado suíço. Kissinger disse:


“Hoje, a América ficaria enfurecida se tropas da ONU entrassem em Los Angeles para restabelecer a ordem; amanhã ela agradecerá. Isso seria verdade especialmente se fosse dito a eles que havia uma ameaça vinda de fora, tanto faz se real ou não, que ameaçava a nossa existência. É então que todos os povos do mundo pedirão aos líderes mundiais para livrá-los deste mal."


“Uma coisa que todo mundo teme é o desconhecido. Quando apresentado com este cenário, os direitos individuais serão renunciados de boa vontade para a garantia do seu bem estar pelo governo mundial.”


Essa é a razão para a fraude OVNI. Problema-Reação-Solução. Os extraterrestres não estão invadindo, eles já estão aqui e são os que, operando através de corpos físicos, se oferecerão para nos salvar! O conferencista e investigador de OVNI's Nono Hayakawa, diz que este plano é chamado "Projeto Pânico" e que equipamentos de alta tecnologia serão usados para criar uma ilusão óptica de uma invasão alienígena. Isto dará aos governos e às Nações Unidas a desculpa para decretar um estado de emergência global e todos aqueles poderes de emergência e ordens executivas serão implementados. O "vírus" de computador Y2K, que é esperado para trazer caos pelo Milênio é outro manipulado "problema" com isso em mente. Como eu detalhei antes, as ordens executivas passadas neste século por Presidentes dos Estados Unidos sem aprovação ou debate no Congresso permitirão que o Governo assuma o controle do transporte, da energia, da sua casa e de toda a mídia. Estas ordens executivas permitem que o Governo lhe diga onde você viverá e permitem que o coloquem para trabalhar de qualquer forma que eles quiserem. Suas crianças podem ser levadas pra longe de você, qualquer coisa pode acontecer quando essas ordens forem exigidas para lidar com uma fabricada "emergência". Você descobrirá que poderes semelhantes estão disponíveis pra todos os governos nestas circunstâncias. Outros aspectos da Agenda dos reptilianos, pelo "Milênio" e até o ano de 2012, incluem: um colapso financeiro global para introduzir uma única moeda eletrônica mundial; conflitos e terrorismo em abundância; e uma gama inteira de outros eventos para aterrorizar e desanimar a população humana e colocá-la em servidão.


Mas não tem que ser assim. Você não é um ser humano 'comum' e 'impotente'. Você é um aspecto da consciência eterna, um gênio esperando para acontecer. Tudo que você precisa fazer é abrir o seu coração, abrir a sua mente, reconectar-se com aquele gênio e abraçar o seu infinito poder para criar o seu próprio destino. Esse é o nosso desafio nessa incrível fase de oportunidades e nós vamos ver a liberdade retornar para este planeta pela primeira vez em muito, muito tempo.


David Icke