Uma mulher contra a Nova Ordem Mundial

domingo, 8 de agosto de 2010

Jane Bürgermeister, jornalista austríaca, recentemente apresentou acusações criminais junto ao FBI contra a Organização Mundial da Saúde (OMS), Organização das Nações Unidas (ONU), e vários altos funcionários governamentais e empresariais relativos ao bioterrorismo.

Jane criou um dossiê, entregue ao FBI, que mostra as evidências de que o virus da gripe suína foi criado em laboratório e usado para exterminar parte da populacao e forçar lei marcial.

"Evidências de que um sindicato internacional de criminosos corporativos, que se anexaram com altos oficiais do governo dentro dos Estados Unidos, estao levando adiante um genocídio em massa contra as pessoas dos Estados Unidos usando um vírus pandemico artificialmente (geneticamente) modificado, e um programa de vacinacao para causar morte em massa, ferimentos e despovoar os EUA de forma a trasferir o controle dos EUA para a OMS, a ONU e suas forcas afiliadas de seguranca (Tropas da UN e OTAN)"

Uma das acusações é contra a Baxter, que enviou 72 kilos de vírus da Áustria para vários países, como se fosse vacina. Jane cita também vários atos do governo e leis da ONU que dão poder ao governo, FEMA e a ONU para forçar vacinacao em massa, lei marcial e aprisionamento.

Jane foi despedida do seu emprego de correspondente européia para o site de energia renovável.



http://www.youtube.com/watch?v=Fdj8mA6EGUc - 2ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=OGGuTAQW7M0 - 3ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=Mv8VMYynyXc - 4ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=cGEuzs830N4 - 5ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=YDO2KgrZZrk - 6ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=2gcvXBYrn5c
- 7ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=9R9NxB6iops - 8ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=_qHg8mytAIc - 9ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=1uTx2AEnoR4
- 10ª parte

http://www.youtube.com/watch?v=y7idz1LyyLw - 11ª parte

Fontes:

Dossie (em ingles)
Bidflu666 - Blog de Jane
Infowars - Jornalista é despedida


4 comentários:

Daniele disse...

Saravá F.A
Recebi um email falando q a vacina H1N1 é assassinato em massa. O que vc sabe a respeito?

Fernando Augusto disse...

Oi, querida Daniele!

A informação é a verdadeira vacina contra o vírus do medo que o sistema tenta inocular em nossas mentes.

De fato é isso mesmo! Parece coisa de filme, mas não é. Veja mais aqui nessa outra postagem:

http://pistasdocaminho.blogspot.com/2010/03/vacina-e-pior-do-que-gripe.html

Veja também as nossas postagens mais recentes. Divulgue isso em sua comunidade, para parentes, amigos e todos quantos for possível.

Sinto muito, me perdoa, te amo, sou grato!

F.A.

infinitoaldoluiz disse...

Caro Fernando, acabo de postar este mosquito em meu blogue. O sistema imposto pela nova ordem mundial escravagista, milenarmente se perpetuando no poder através dessa classe dominante dona da midiocracia que lhes serve de escudo e lhe dá total invisibilidade, é o dono do MOSQUITO TRANSGÊNICO que acaba de criar.
Aí vem a cretina televisão acalmar as almas, que ainda raciocinam, dizendo que de fato poderia haver intenções e usos dolosos, mas trata-se de gente de bom caracter e conceituada ilibada e idônea honestidade.
Ora, de boas intenções o inferno está super lotado. Quando o presidente da nação bélica mais poderosa do planeta ganha o prêmio Nobel da paz mentindo descaradamente para o mundo e principalmente para seu próprio povo... Imaginemos o resto das historinhas que vem vindo por aí.
Sinto muito, me perdoe, te amo sou grato.

Anônimo disse...

Prezado Fernando Augusto,
para acompanhar a mídia:
Vacinação de grávidas contra gripe suína começa na segunda-feira
da Folha de S.Paulo
Grávidas, crianças de seis meses a dois anos e pessoas com doenças crônicas, como diabetes e cardiopatias, passam a ser vacinados a partir de segunda contra a gripe A (H1N1) --a gripe suína. Elas devem procurar unidades básicas de saúde. Na capital paulista, AMAs só atendem aos sábados e feriados.
Será o início da segunda etapa da campanha no país, que vai até 2 de abril. Na primeira, que começou no dia 8 e acabou ontem, foram vacinados indígenas e trabalhadores da saúde.
A meta do governo é vacinar 80% das pessoas em grupos de risco, ou seja, com mais chances de ter a forma grave da doença. São 73 milhões.
As grávidas e as crianças pequenas também entram no grupo de risco em razão de recomendações da OMS e com base na observação da morbidade da doença no seu primeiro ano --2009. No Brasil, pelo menos 156 gestantes morreram.
A vacinação ocorre antes do inverno, período em que as gripes aparecem de forma mais acentuada. A medida já ocorreu em boa parte dos países do hemisfério norte e agora começa no hemisfério sul. No mundo, ao menos 16 mil pessoas já morreram devido a doença. No Brasil foram cerca de 1.700.
Doenças crônicas para vacinação, segundo o Ministério da Saúde:
- Pessoas com grande obesidade (Grau 3), incluídas atualmente nos seguintes parâmetros:
- Crianças com idade igual ou maior que 10 anos com índice de massa corporal (IMC) igual ou maior que 25;
- Criança e adolescente com idade maior de 10 anos e menor de 18 anos com IMC igual ou maior que 35;
- Adolescentes e adultos com idade igual ou maior que 18 anos, com IMC maior de 40;
- Indivíduos com doença respiratória crônica desde a infância (exemplo: fibrose cística, displasia broncopulmonar);
- Indivíduos asmáticos (portadores das formas graves, conforme definições do protocolo da Sociedade Brasileira de Pneumologia);
- Indivíduos com doença neuromuscular com comprometimento da função respiratória (exemplo: distrofia neuromuscular);
- Pessoas com imunodepressão por uso de medicação ou relacionada às doenças crônicas;
- Pessoas com diabetes;
- Pessoas com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e outras doenças respiratórias crônicas com insuficiência respiratória crônica (exemplo: fibrose pulmonar, sequelas de tuberculose, pneumoconioses);
- Pessoas com doença hepática: atresia biliar, cirrose, hepatite crônica com alteração da função hepática e/ou terapêutica antiviral;
- Pessoas com doença renal: insuficiência renal crônica, principalmente em doentes em diálise;
- Pessoas com doença hematológica: hemoglobinopatias;
- Pessoas com terapêutica contínua com salicilatos, especialmente indivíduos com idade igual ou menor que 18 anos (exemplo: doença reumática auto-imune, doença de Kawasaki);
- Pessoas portadoras da síndrome clínica de insuficiência cardíaca;
Pessoas portadoras de cardiopatia estrutural com repercussão clínica e/ou hemodinâmica (hipertensão arterial pulmonar e valvulopatia);
- Pessoas com cardiopatia isquêmica com disfunção ventricular (fração de ejeção do ventrículo esquerdo [FEVE] menor do que 0.40);
- Pessoa com cardiopatia hipertensiva com disfunção ventricular [FEVE] menor do que 0.40;
- Pessoa com cardiopatias congênitas cianóticas;
- Pessoas com cardiopatias congênitas acianóticas, não corrigidas cirurgicamente ou por intervenção percutânea;
- Pessoas com miocardiopatias (dilatada, hipertrófica ou restritiva);
- Pessoas com pericardiopatias.
Os pacientes devem consultar o médico antes de tomar a vacina para esclarecer dúvidas e receber orientações.
20/03/2010 - 03h30 http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u709574.shtml

Cordialmente, María Edith