Satanização da Nova Ordem Mundial

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Ou um lembrete para mim mesmo que talvez possa ser útil à outrem.

Quando você elege algo como o foco do mal, você mesmo se coloca na posição de juiz, e ao fazê-lo você se torna o justo, o eleito, o esclarecido, o iluminado, o illuminati a sua própria maneira, aquele que sabe das coisas, que vê o olho que tudo vê, tornando-se o próprio. E sem que você perceba já caiu nas garras do diabo, de um diabo sutil, que responde pelo nome de vaidade. Assim, sem nem mesmo perceber você já está fazendo exatamente o mesmo jogo daquilo que pensava combater. Talvez tenha sido por isso que Nietzche disse:

“Quem parte para lutar com os monstros deve acautelar-se pois se torna um monstro também, quando você olha para o abismo ele olha de volta pra você."

Pode ser que isso não ocorra com você, pode ser que você seja um homem, uma mulher prudente que já conjurou seus próprios demônios e domou a própria auto-importância, mas cuidado com a luta por grandes causas e a obsessão que tal luta envolve, ela não raras vezes se torna numa espécie de fanatismo alimentado pela falsa dualidade do bem versus o mal. Bem versus mal é uma ideologia que ao longo da história humana tem feito mais mal do que bem...risos...não pude me conter no trocadilho.

Tenho visto o discurso de satanização da (Velha) Nova Ordem Mundial ser apropriado por crentes das mais diversas origens e vejo o mesmo discurso na boca de um Bush, de um Hitler, de um Obama, de um Bento XVI com relação a Bin Laden, aos judeus, ao aquecimento global, ao anti-cristo. Tal discurso possui a mesma estrutura sintática, a mesma ideologia, mudam apenas os alvos, mas a armadilha permanece a mesma, no pensamento. É esse discurso que tem gerado todas as chamadas guerras santas: cruzadas, inquisição, genocídios raciais, campos de concentração, etc. Cuide-se. A Matrix não está lá fora.

F.A.

5 comentários:

Rosa Leonor disse...

...mais uma vez obrigada pelo seu trabalho atento e pela sua lucidez...
(em profunda sintonia de espírito...)

bem haja

rosa leonor

infinitoaldoluiz disse...

Muito boa esta explicação (didática é isso) do "não há nada lá fora". Já reparou que não apareceu até agora um único banqueiro que se prontificasse dispensar o povo da dor de ajudar o povo com o pouco que o povo tem? A midiocracia impede a visão da matrix que nos aprisiona, é preciso estar atento e forte em uma limpeza permanente desse programas prisionais.
Tea mo, sou grato.

Fernando Augusto disse...

Oi, Rosa e ALdo!

A gente que já viu tanto, precisa olhar de novo, noutra direção, a escuridão que há em nós, para podermos renascer ao extrair da sombra a luz que ainda há, que está porvir.

Abraços!

Te amo, sou grato!

F.A.

Ang Lo disse...

Caro irmão, excelente lembrete.
Algo que tenho analizado inclusive nesses ultimos tempos, é que a "vaidade" tem feito aliados se atacarem. Por exemplo: alguém surge com uma nova teoria, e nós muitas vezes por não concordarmos, acabamos conforntando um companheiro devido a uma ideia que é coerente ou não. Nós, que nos colocamos na humilde posição de ajudar, temos que ser mais unidos, e procurar saber o que levou um determinado companheiro a dizer algo ao invés de atacá-lo. O inimigo se mantém em vantagem por sua diplomacia, essa é uma lição que devemos aprender com nossos opositores.
"sejamos como a água, que abre caminho através das fendas das rochas..."(provérbio Shaolin)

Um grande abraço, querido amigo!!!

jp disse...

É bom saber que existe seres... pessoas que focam o equilibrio, a sensatez. a compreesão...

O apocalipse é real e está dentro de cada um