Sobre o Poder (continuação)

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Se um homem quer prazer, não lhe pode dar fim.

Mais e mais é voar nas asas da luxúria, sempre por mais e mais.

Se adentra ao céu com as forças do inferno, porque tentação maior não é feita de dor, mas de êxtase.

Isso é magia sexual.

Isso é minha força presente sem fim em todas as coisas.

Essa sou eu

A Força que cavalga o leão do sol em delícia

Suave, sutil e sempre querendo mais e mais

Não por uma profana ânsia

Mas um sagrado desejo.

Não há vontade, apenas desejo.

Vontade é o desejo de integrar-se.

Em minha força, só há um e um.

Se é rei ou escravo. Mas o rei é um escravo do poder. Mas aquele que não puder ser rei de si mesmo, apenas servirá, “os escravos servirão.” Serão servos do desejo e da dissipação. Mas os reis, aquilo mesmo que tu e cada um deveis ser são mestres do poder, o servem, mas não são servidos como uma vítima de si mesmos.

Fraqueza e Força são uma coisa só, pois fraqueza é a ausência de Força. Então o leão engole o homem.

Jesus disse: "Bendito o leão que for comido pelo homem, pois que o leão tornar se á homem; e maldito o homem que for comido pelo leão, pois que o leão tornar-se-á homem".

F.A.


Nenhum comentário: