Ontem e hoje: uma só mulher

terça-feira, 19 de outubro de 2010

No passado Dilma foi torturada pela ditadura militar, no presente é pela ditadura da mídia.

Antes era o pau de arara, agora é o cara de pau

que manda imprimir panfletos com mentiras,

mas antes era no corpo que ficava impressa a dor,

agora é apenas a calúnia; antes era a crueldade física.

A diferença é que agora é uma desconstrução da imagem

E antes era a destruição do corpo.

A ditadura continua, não é mais militar, é da mídia.

E, ainda assim, Dilma vencerá, não apenas por ela,

mas por nós que não somos programados pelo pau de arara moderno,

a TV, onde as consciências são subvertidas.


Sinto muito, me perdoa, eu te amo, sou grato!

Fernando Augusto


Nenhum comentário: