É preciso pensar a Nova Ordem Mundial como Brasileiros - 5

sábado, 13 de novembro de 2010

Nova Ordem Mundial, globalização, corporatocracia, colonialismo, Consenso de Washington, são palavras que são aqui pensadas através de um homem chamado Milton Santos, estudioso da geografia, um professor reconhecido pelo seu grande valor, um brasileiro pensando o Brasil, a partir dele temos uma referência intelectual para pensar a questão da Nova Ordem Mundial a partir da nossa história, da história presente.

Algumas frases de Milton Santos:

"O grande fundamentalismo é o consumo".

"Nos recusamos a pensar como nós próprios porque resolvemos pensar como os europeus e os americanos. E aí temos uma enorme dificuldade para entendermos o mundo, ficamos atarantados, meio tolos, diante da história que está se fazendo".

"Não descobrimos as formas de pensar esse mundo novo a partir de nós próprios".

Equador, Bolívia, Argentina, Brasil, Venezuela e outras países hoje já não mais são satélites estadunidenses. Há uma política externa sul-sul que não olha mais para o norte como se lá estivesse os senhores do mundo. Há uma chance de resgatarmos nosso próprio caminho, longe da máquina do novo velho império anglo-americano-vaticano (ver o documentário sobre O anel do poder).



Um comentário:

Nana Odara disse...

gostaria de convidar a todos para fazermos uma festa em homenagem à Rose no dia 11, dia em que completa 80 anos... não só uma blogagem coletiva, mas uma festa mesmo para essa mulher impossível... seu trabalho ímpar na emancipação da mulher brasileira e também referência para o mundo. Na Editora Vozes iniciou uma verdadeira batalha pela libertação da mulher, ao lado dela, Leonardo Boff lançou também a Teologia da Libertação... os donos da editora, a Igreja Católica então os expulsou, mas era tarde demais... essa Eva comeu da maçã da sabedoria e da lucidez, e o Adão foi um glutão...