O portal estelar no golfo de Aden

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Quando a realidade parece ficção?

É quando a ficção se torna realidade.

Estranha dialética da percepção. Explico.

Tive esta sensação quando assisti pela TV os aviões do 11 de setembro se chocando contra as torres gêmeas.

Parecia para mim um filme de Hollywood e, intrigado, observei a mim mesmo não nutrir um sentimento real, porque estava turvado pelo filtro da ficção que os diferentes filmes hollywoodianos de catástrofe produziram em minha mente. A realidade parecia ficção.

Perceber isto em mim foi deveras chocante, pois percebi o efeito analgésico, opiáceo da cultura da mídia corporativa sobre minha mente. Eles, os midiocratas corporativos, de fato usam a programação de TV como uma droga alienante, entorpecedora do real sentir. A velha fórmula do circo.

Assisti faz anos atrás um filme relativamente famoso de ficção científica, chama-se Stargate, produziram até várias séries de TV, fato que agora me intriga pois pode ser que a produção ficcional pode estar sendo usada sutilmente para mascarar e desacreditar eventos reais, pois diante do evento real muitos dirão: isso é coisa de TV! É uma bobagem inventada!

Lembrei-me de uma entrevista do historiador e especialista em símbolos Jordan Maxwell sobre as ligações entre CIA e Hollywood, e como esta é usada para manipular a percepção das pessoas. Na entrevista Jordan explicava de onde vem o termo Hollywood. É Holy wood. Holy é sagrada, wood é madeira. Madeira sagrada, na verdade uma alusão a vara sagrada ou mágica, a baqueta que os magos usam para manipularem e iludirem a percepção das pessoas, do público.

E eis que chega ao meu conhecimento algo sobre um possível portal dimensional no golfo de Aden, próximo ao Iêmen, onde houve este ano grande quantidade de embarcações militares concentradas, das mais diversas procedências. Tal movimentação fez alguns interpretarem isso como uma possibilidade de 3ª guerra mundial, sem se dar conta que ela já começou faz tempo e é contra nós. Por exemplo, em 2001, após o 11/09, os EUA invadiu o Afeganistão. De lá para cá a produção de ópio e heroína aumentou absurdamente e o tráfico da droga invadiu a Europa e os EUA. Hoje se produz 30% a mais de heroína do que o mercado mundial pode absorver, fazendo os preços despencarem e tornando o acesso à heroína muito fácil. Duvida? Veja isto, um documentário chamado Heroína, a droga branca do Afeganistão. O império anglo-americano é o maior traficante histórico do planeta. Mas isto é outro assunto. Segundo a versão oficial tal movimentação de embarcações se dá em função de piratas ou terroristas na região. Outra trampa.

E eis que também acesso aos vídeos do projeto Camelot que entrevistam um jovem chamado Aaron McCollum, que relata uma série de informações sobre o referido portal e sua participação em projetos secretos. Atenção para a 5ª parte onde é feita uma previsão de guerra ainda para este ano no Iêmen. Assistam e descubram se a ficção afeta a realidade e se a realidade afeta a ficção criando a dialética da percepção, que pode servir a ilusão ou a verdade. Depende de você. Precisamos vibrar intensamente pela paz e resolução harmônica do planeta.



Nenhum comentário: