Zeitgeist 3 (com legendas em PT-BR)

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

8 comentários:

Eduardo disse...

muito bom! lembra bastante um outro documentário, chamado How Stuff Works http://www.youtube.com/watch?v=gLBE5QAYXp8 .
Obrigado por compartilhar

Eduardo disse...

Eu TENHO que perguntar: como fica a proposta de controle mundial dos recursos naturais que é feita nesse documentário? me parece que grande parte dos adeptos do que muitos chamam "teorias da conspiração" tem pavor a qualquer coisa que seja "única", "mundial", "global", como se fossem intrinsecamente ruins, quase que sinônimos de opressão e escravidão.
Mas o sistema fragmentado com diversos países e limites de toda sorte não produziu exatamente um paraíso nos últimos séculos. E de fato, a segunda parte do documentário sugere o contrário... que a solução pode estar em centralizar tudo. E isto está vindo do Zeitgeist. Não chama a atenção de mais alguém? Será que os produtores do Zeitgeist foram dominados pelos illuminatti? :D

walner disse...

Eduardo aí acima, está corretíssimo na sua análise. O que diferência este governo mundial, do engendrado pelos vermes (desculpem, mas assim os vejo) capitalistas? A planificação das cidades circulares, seria praticamente impossível num relevo como o do Rio de Janeiro, e mais, parece-me um complexo para poucos. Aí mais uma semelhança com a agenda NOM: um planeta para os que comprarem um passaporte para o futuro. Aplicar tais conceitos de cidades para uma civilização que está na casa dos 6 bilhões de almas, me parece que demandaria áreas ainda intocadas pela nossa mão. Já o conceito do fim do sistema monetário e a implantação de um Sistema Baseado em Recursos, sería um salto em direção à uma civilização irmanada e justa.

Douglas Cirilo disse...

''Mas o sistema fragmentado com diversos países e limites de toda sorte não produziu exatamente um paraíso nos últimos séculos. ''

Não sei você, mais não considero a atual estrutura social e ecônomica um paraiso.Não sei se o modelo proposto no documentario funcionaria, mais uma coisa eu sei o nosso sistema não funciona, então vale a pena tentar.

Eduardo disse...

Então, Douglas, foi exatamente o que eu disse.

'Mas o sistema fragmentado com diversos países e limites de toda sorte NÃO produziu exatamente um paraíso nos últimos séculos'


O sistema fragmentado politicamente, com mais de uma centena de países não deu certo. E talvez seja um pouco de paranóia igualar absolutamente tudo que seja mundial/centralizado/global/único a escravidão e opressão, como se uma coisa fosse sinônimo da outra.
Que exista uma elite pretendendo instaurar um governo global para escravizar eu compreendo. Mas isso não torna automaticamente toda e qualquer coisa que seja global na personificação do mal na terra, né? isto é um raciocínio falacioso, mas vejo muito dele pelos blogs da vida.

Se o modelo proposto no documentário funcionaria eu também não sei, mas que os países resistiriam 'a sua implementação não tenho dúvidas. Existem países que resistem até mesmo 'a União Européia, achando que isso seria ruim para eles (exemplo: Suíça e Noruega), imagina quem seria capaz de convencer Japão, EUA e Canadá a serem um com África/Ásia/Américal Latina, enfim, com o mundo inteiro? acredito que isso só seria possível após uma mega catástrofe de proporções globais, forte o suficiente para dissolver os sentimentos de identidade (que são construções artificiais) e gerar um senso de unidade no planeta todo. Seria um custo alto...

epaminondas disse...

então...todos os regimes que tentaram (ousaram) o dominio mundial deu em merda, quero dizer, a história esta repleta de exemplos...gengis khan, alexandre da macedônia,roma, a igreja católica, inglaterra, napoleão, hitler e mais atualmente os eua. a inovação esta na forma de dominação e não no conteudo que mesmo atravez dos seculos continua sendo o mesmo. e hoje o "sistema" tem uma arma poderosissíma que os todos os antecessores canditatos a fodões globais não tinham: o poder da midia, a massificação cada vez mais obtusa e alienante dos meios de comunicação e entreteremento, algo como a politica do pão e circo multiplicados por milhão. qualquer que seja o poder temporal que se julgue no direito de ser total, mundial, global, unico e centralizado é no minimo suspeito. é poder de mais para um ser humano, ou um grupo, ou mesmo um povo. e a frase não é minha mas do Rosseau, " o poder corrompe, e o poder absluto corrompe totalmente". e a diversidade é riqueza e faz da humanidade o que ela é hoje, a unificação é um embuste se for encarada do prisma econômico e socio cultural. devemos propor uma união que procure soluções pacificas para os conflitos étnicos e religiosos respeitanto a diferença do outro grupo. E para ser sincero eu acho isso pouco provavel.

Eduardo disse...

Epaminondas, uma coisa é domínio mundial, outra é governo mundial. Todos estes que você citou tentaram domínio através das armas - ou da lavagem cerebral, no caso da igreja.
Unificar os povos do mundo e conceder direitos iguais a todos, abolindo as identidades nacionais é o que o vídeo sugere - ao menos no meu entendimento. Isso nunca foi feito. Nunca ousaram ...
É verdade que o poder corrompe. E é por isso que inventaram regimes políticos que promovem rotatividade e que dissolvem a autoridade em 3 poderes.
Eu acho que essa é uma questão que permanece aberta (e vai permanecer por muito tempo *rs)

Sem tempo! esquizofrenia in blog! disse...

O problema é esse, o "sistema" querem mesmo que todos se questionem e vejam que isso não daria certo, e caímos certinhos! Talvez as mudanças não ocorram por causa disso. A maior revolução é a revolução da consciencia. Faça primeiro a revolução na sua consciencia já é uma grande mudança. Ruim ou melhor outros tipos de sistemas? não sei... Oq não da pra continuar é esse lixo que esta!