Não há países, mas fazendas

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Não há países, há fazendas.

Capitalismo, Socialismo, Fascismo são abordagens de administração pecuária: modos de administrar a "vida de gado" dos seres humanos.

Você pode escolher não trabalhar para o sistema?

Você pode usar o sistema em vez de ser usado por ele?

Você possui alguma coisa que pode chamar de seu mesmo sabendo que se não pagar o condomínio, o IPTU, o IPVA e os demais impostos você perde sua casa, seu carro, seus bens?

Liberdade de locomoção em seu carro novo (se você tiver um) é possível se você não tiver dinheiro para pagar o pedágio?

Liberdade de ir e vir é verdadeiramente expressa (duplo sentido) no trânsito das grandes cidades?

Democracia rima com voto obrigatório?

Você acha que você é livre?



Um comentário:

walner disse...

Meu caro Fernando,

Curto e grosso: sensacional! Existem muitos de nós que nunca se deram conta e nunca se darão. Infelizmente. A analogia com a criação de gado extensivo, é brilhantemente triste. É sempre com grande prazer que venho dar minhas bisbilhotadas na tua área. Meus parabéns!