Verdade

terça-feira, 6 de setembro de 2011

O simples fato, a verdade por si mesma, a realidade não pode ser aceita por si.

A aceitação depende da mente,

e pela própria natureza da mente,

que trabalha como uma série de dados a priori, inventário de conceitos aprendidos,

ela acaba por traduzir aquilo que É em termos daquilo que está arquivado mentalmente.

A mente é o maior obstáculo à verdade, como indica a própria palavra.

A verdade só pode ser plenamente aceita na ausência da mente,

pois a mente não trabalha com o que É, ele trabalha com um programa pré-estabelecido que traduz tudo em seus próprios termos.

Para se saber a verdade sobre algo você precisa dispensar todo conceito a priori.

É por isso que mudar um paradigma é tão difícil.

É por isso que Jesus disse que o reino de deus pertencia às crianças.

É por isso que as escolas não deveriam chamar-se escolas, mas espaço de adestramento e aprisionamento da mente, via acúmulo e memorização de dados arbitrários, para enquadrar a mente num campo muito limitado e inútil em termos de sabedoria.

A escola verdadeira deveria ensinar a pensar e, sobretudo, a não-pensar a partir de dados apriorísticos. O pensamento deve ser estimulado para além do estabelecido, em direção ao novo, para que revele sua verdadeira natureza: superar os limites da mente. Eis um exemplo:


Um comentário:

Martyn disse...

Mente vem do verbo Mentir :D...

Verdade é do verbo Ver.