Estado

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012








Na verdade o Estado é uma corporação de fachada pública tomado por interesses particulares num jogo de poder onde o povo está apenas na torcida fingindo que vota e acreditando que com isso muda ou decide algo, enquanto se dopa pelo circo da TV.

Um comentário:

ydecazio disse...

"Se votar mudasse alguma coisa seria proibido"