A suprema vaidade

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A maior burrice:

Tentar mudar os outros.

A maior furada:

Tentar mudar os outros.

A maior idiotice:

Tentar mudar os outros.

O mais insano ato:

Tentar mudar os outros.

A maior das bestialidades:

Tentar mudar os outros.

Eis a suprema vaidade.

F.A.

5 comentários:

beijamim disse...

Perfeito, meu amigo!
Bom rever o pensamento de quem aprende com a vida.
Já dei tanta cabeçada neste sentido...o pior é que é vaidade mesmo!
Mas, cá entre nós, eu gosto de quem acrescenta a meu pensamento, mudando-o vez ou outra, ou sempre que é necessário. Mas este é outro movimento, é pra quem sabe que é possível se aprender com os outros, não é pra quem quer ter razão custe o que custar.
É um movimento mais leve, que acrescenta sem subjugar.

Fernando Augusto disse...

O eu que vê alterado o seu pensar continua o mesmo?

Tenho a sensação que ainda nos apegamos a uma falsa solidez do eu e é esta falsa solidez o maior impeditivo à mudança, querido Beijamim.

Vos amo, sou grato.

F.A.

beijamim disse...

O eu que vê alterado o seu pensar não me parece continuar o mesmo, se este novo pensar também altera os próprios sentimentos e a capacidade de perceber a vida.

Se o novo "pensar" amplia a percepção da consciência como um todo, se altera tua relação com o meio e consigo mesmo, é na verdade mais que um simples pensar.

Eu perdi a ilusão de ser sólido, sólida é a casca que usamos para nos defender disso ou daquilo imaginário.

Percebo que o eu de verdade é outra coisa que às vezes me visita.

Estou tentando ampliar o hall de entrada dessa casa, pro eu perambular mais à vontade, mas talvez seja mesmo necessário derrubar as paredes.

Ontem sonhei que ía para o passado e me acordava (o outro eu do passado).

Depois de ver meu pai já falecido, me despedi de meu eu - tinha pressa em pegar de volta a máquina do tempo - e ele veio correndo atrás de mim, como eu corria antigamente, muito mais que hoje, com mais vitalidade e vontade que agora.

Pois não é que acordei mais vivo?

beijamim disse...

Sabe Fernando, ou Fê, que é mais legal, estou com vontade de te conhecer pessoalmente. Estou aqui no Acre, mas em maio vou pra São Paulo tratar os dentes. Será um tanto corrido, mas não custa nada tentar dar um oi. Pessoas que buscam precisam dar um oi de vez em quando. Vc mora por São Paulo? Me diga onde mora, ou me dê um telefone no seguinte e-mail: mlaragalvao@gmail.com
Vai ser interessante, caso seja possível.

VIAJANTE CÓSMICA disse...

Sempre com um dos maiores discernimentos que já vi...GratidOm! Veda.