Sintaxe ou a matrix codificada - parte 2

terça-feira, 10 de abril de 2012

Por que final de semana e feriado não podem ser dias úteis?

Dias úteis.

Utéis para quem?

O sistema usa palavras para enganar sua mente e te fazer acreditar que você só é útil quando seu tempo está ao dispor dele.

A mesma coisa na expressão que li na manchete do G1:

Teresópolis tem quase mil pessoas desalojadas, diz Defesa Civil

Como assim desalojadas? As pessoas são produtos estocados em lojas?

Há uma magia negra, uma descrição do mundo para conformar, aprisionar a tua mente naquela descrição, eis a matrix codificada nas palavras de uma ideologia que transformou o ser humano em produto, em coisa.

A utilidade de nossas vidas está simplesmente em vivê-las da melhor forma, com prazer, alegria, felicidade, paixão, intensidade e não estar a disposição das demandas do sistema.

Há mais de 6 anos que a redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas está no Congresso Nacional. Cadê a utilidade do político brasileiro?

2 comentários:

Unknown disse...

Não é à toa que te acompanho há vários anos. Acredito que nós temos muitas coincidências de experiências em nossas vidas. Passei pela Gnose de Samael Aun Weor. Sou um mergulhador nas águas profundas de Carlos Castaneda desde o início da década de 80. Foi por ele que eu tomei a decisão de me formar em e ser professor de Filosofia. Estudo também a Cabala, a qual sinto que você é um pouco reticente... é só impressão?
Na verdade, penso em nós (Eu, você e o Nuvem que passa) como transversais neste mundo. Ao mesmo tempo, por um lado, tendo que conhecer para não sermos dominados pela sintaxe deste mundo e, por outro, buscando formas de explorar novos caminhos...

Benvolio

Fernando Augusto disse...

É apenas impressão quanto a Cabala, Benvolio, pois são tantos estudos que somos obrigados a restringir-nos para podermos ir fundo em certas áreas do conhecimento, no meu caso além do envolvimento com a Gnose e o Nagualismo há também o estudo e prática da magia ligada aos Orixás.

É um prazer lê-lo!

F.A.