Tédio

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Escapa-se do tédio pela distração. A distração conduz ao esquecimento. Mas a própria distração torna-se tediosa. Sintoma que se está num caminho sem coração, destituído de paixão, alienado de si mesmo. Perdido você vaga pela ilusão, envolto em luzes artificiais, em busca de prazeres fugidios, confundindo amor, felicidade e paz com falsidade, consumo e conforto. Uma explosão de raiva ocorre dentro de você, um espasmo da alma, a tristeza instaura-se como um remédio quase desesperado para que você possa olhar para si mesmo. E ainda assim você foge de si...

Um comentário:

Vento que sussurra disse...

Segundo Einstein a tédio é a maior ferramenta existente para as grandes descobertas.