Jesus e Barrabás são um só

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Jesus e Barrabás são um só.

Barrabás significa filho (Bar) do pai (rrabas). Assim como Jesus também é filho do Pai.

Barrabás ficou conhecido como ladrão e, principalmente, como assassino. Mas era mais que isto. Ele era um rebelde contra a dominação romana, um zelote, lutava contra o domínio romano.

Barrabás e Jesus são duas expressões da luta contra a dominação, contra o opressor.

Barrabás foi um revolucionário pela força, por isto tido como criminoso pelo Império Romano. Barrabás era ladrão e criminoso pelo julgamento do opressor, o Império, mas sua causa era política.

Jesus foi revolucionário pelo espírito, o que não impediu a sua crucificação.

Pilatos fez uma manobra muito inteligente, dividiu o povo judeu lhe impondo uma escolha maquiavélica, pois um dos dois deveria ser morto. O maior assassino e usurpador é (era e é) o Império Romano, que inclusive assimilou a religião cristã transformando-a num dos seus braços ideológicos.

É preciso ver as manobras do opressor para além do falso jogo dual que ele quer nos impor. O mal não é Barrabás. O mal está nos Impérios opressores. Hoje o Império assumiu outras formas e continua impondo à humanidade falsas escolhas que o dividem. Juntemos Barrabás e Jesus contra Pilatos. Esta foi a tentativa de Judas Iscariotes.

Tornar Barrabás um criminoso comum é uma forma de ocultar o verdadeiro criminoso, opressor e usurpador: o Império, a ordem estabelecida.

Barrabás é filho do Pai, assim como Jesus.

Ainda hoje Pilatos continua enganando o povo lhe impondo falsas escolhas.

Dividir para reinar.

F.A.

Um comentário:

Aldo Luiz Fonseca disse...

BINGO! Crenças e escolhas doutrinantes da terrorista repressora casa grande e senzala, armada até os dentes, atualizadas em "nova" ordem mundial... Jovens protestativos, pensar sempre foi e sempre será conspiração. Sou grato.