Não há um caminho, a não ser ver o caminho em tudo

sábado, 19 de setembro de 2015

A vida de um dos mestres do Zen Budismo: Dogen. A realização do paraíso na Terra através da vivência do presente, do aqui e do agora.

3 comentários:

Matheus Dulci disse...

Para se manter fiel a uma certa ORTODOXIA TRADICIONAL ninguém é obrigado a aceitar cegamente nenhuma doutrina ou idéias e enunciados de nenhum caminho e mesmo assim é possível se manter na PRÁTICA DO CAMINHO e iniciar-se. Assim que não há porque não praticar seja lá o que seja que lhe tenha caído bem num dado momento, mas sempre mantendo intacto o CRITÉRIO DE NOSSO NOUS até que se produza decididamente um próprio e íntimo esclarecimento no encontro com as formas por trás das formas.

''VER O CAMINHO EM TUDO'' também nos remete ao foco tradicional:''Deus dorme na pedra, sonha na planta, se agita no animal e desperta no ser humano''
Sufi Ibn Arabi
Quanta luz lança Ibn Arabi sobre a sentença de Pitágoras (''a pedra é música cristalizada), Novalis (A pedra é espírito dormido), uma de Gérard de Nerval que não me lembro bem, a de Aristóteles (A pedra é, a planta sente, o animal vive e o homem compreende).

'Há uma meta enenhum caminho; isso que chamamos de caminho é pura vacilação(FRANZ KAFKA

Armeda de Sann Duyche disse...

Ninguém é obrigado a aceitar novas doutrinas, por que estão presos e apegados em outras. E isso os tornam medrosos em aceitar ou pelo menos compreender coisas novas.

A beleza está em admirar a paisagem enquanto se percorre o caminho. Quando se atinge a meta, objetivo ou a linha de chegada, não há mais caminho, está tudo no passado. E se você não souber contemplar o caminho enquanto está percorrendo, será um homem frustrado que viverá sempre no passado.

O caminho é o caminho. A meta, o objetivo, a linha de chegada é desejo, é puro ego.

O Deus que você cita, não está dormindo na pedra, ele é apenas um holograma da sua mente saciando seu ego por buscar explicações que se sinta melhor, aceitável e confortável por esta sendo observado. Ninguém está de baixo das asas de Deus, você não é o centro do universo, o seu caminho é solitário amigo, e Deus não vai despertar você, só você mesmo pode fazer.

Pss: a vacilação também faz parte do caminho, isso se você puder aprender com ela.

-Fica na paz

Matheus Dulci disse...

Es dificil de entender y aún a quien lo entiende le es difícil de aceptar y aún a quien lo acepta le es difícil de practicar...
Un guerrero debe tratar de romper todas la barreras que lo esclavizan, empezando por las mentales.
Un guerrero debe ser audaz, atreverse. Debe actuar en lugar de pensar que haría si...
Un guerrero vive, siente, con total abandono, sin preguntarse porqué.
Los porqués buscan respuestas racionales, hacen que nos perdamos en los laberintos mentales, construyen espirales de pensamientos y de emociones desgastantes e impiden vivir el ahora en toda su profundidad, con la totalidad del ser.
La razón es sólo una estrella entre miles... el universo es irracional.

Han vuelto las damas y con voz talante y paso firme...


"INTENT, INTENT, INTENT. (en voz alta y por tres veces, como debe ser)" Sí, señor, como debe ser, así decía NOVALIS sobre las 3 veces...

Esto del INTENTO siempre me ha recordado un rumor de que JULIUS EVOLA gritaba: TENGO LA POTENCIA...seguramente en su contexto de cabalgar el tigre como el individuo absoluto (oxímoron stirneano-crowleyano-evoleano)...

Pero dejando lo de EVOLA, sobre lo que no se sabe nada, estaría más que bueno que nos hablaran de los sabores y modalidades y condiciones de la práctica ¿invocatoria? de exclamar intento...

el esfuerzo mismo es un obstáculo.

Shri Nisargadatta Maharaj



Maharaj: Mi visión presente es sin limitación, liberación total.
Finalmente, uno debe ir más allá del conocimiento; pero el conocimiento debe venir, y el conocimiento sólo puede venir con la meditación constante. Con la meditación, el conocimiento «yo soy» se fija y se sumerge en el conocimiento universal, y con ello deviene totalmente libre, como el cielo, o el espacio.
Aquellos que vienen aquí con la idea de recibir conocimiento, aunque sea conocimiento espiritual, vienen aquí como individuos que aspiran a recibir algo; esa es la dificultad real. El buscador debe desaparecer.