Justiça

terça-feira, 10 de setembro de 2013


Eu invoco a presença da Justiça Divina em minha vida, já, agora, não por que eu seja justo ou perfeito, mas exatamente pelo oposto, para que haja correção, alinhamento e esclarecimento.

Eu invoco a presença da Justiça para todos os que me rodeiam agora, já, não por que deseje vingança, mas por que desejo clareza sobre aqueles que trabalham nas sombras, inclusive sobre minha própria sombra.

Eu invoco a presença da Justiça Divina para toda a humanidade, não por que deseje o seu fim, mas justamente por pretender o seu início.

Eu Sou aquele que invoca a Justiça Divina pois anseio veementemente a minha própria correção e de todos os seres, já que a Justiça Divina, diferentemente da humana, é perfeita, é a suprema misericórdia e a suprema impiedade da Lei.

Nenhum comentário: