Transgênicos, geopolítica e doenças

sábado, 9 de maio de 2015

Por amor aos seus filhos, a sua família, aos seus parentes, aos seus amigos, por amor a nossa humanidade e a nossa Terra, divulguem isto:

Enquanto os dinamarqueses descobrem o mal que é alimentar os porquinhos com soja transgênica, pois causa diarréia que mesmo tratada com antibióticos levam à morte 30% destes belos animais, no Brasil, o Congresso Nacional permite o ocultamento das marcas transgênicas através de projeto de lei nitidamente contrário à saúde pública e ao bem-estar das pessoas. Como se já não bastasse a água fluoretada, clorada temos ainda que lidar com os OGM.

Há algo de podre no reino da Dinamarca, mas os dinamarqueses sabem disto, já os brasileiros...

Os transgênicos são hoje vistos pelo departamento de Estado ianque como uma arma geopolítica e uma questão de segurança nacional num contexto de guerra econômica.

Em várias partes do mundo os transgênicos expulsam trabalhadores do campo e adoecem as pessoas de formas até agora não explicadas.

As galinhas que comem soja transgênica produzem um ovo extremamente fedorento que não se pode comer.

Porcos deformados, crianças defeituosas, doenças misteriosas, genocídio são fatos diretamente ligados ao uso dos OGM e dos herbicidas como o glifosato.

Soja transgênica igual a glifosato (veneno) que é igual à Monsanto.

Hoje não se usa mas apenas o glifosato, pois as ervas já criaram resistência ao produto, faz-se uma mistura onde se usa até o agente laranja da guerra do Vietnã.

Nenhum comentário: