Cumplicidade entre governos e aliens?

domingo, 16 de agosto de 2015

Assunto polêmico e fascinante.

Há uma explicação bastante plausível para a negativa oficial sobre a interferência alienígena em nosso planeta e na humanidade, interferência que implica em sequestro de humanos, chamados de abduzidos, com implantes metálicos, extração de esperma e óvulos, experiência de hibridização entre humanos e aliens: cumplicidade.

A cumplicidade de governos envolvendo alianças com aliens seria uma razão bastante lógica para a negativa pois há muitos relatos, testemunhos, memórias obtidas por hipnose que indicam em operações de laboratório com abduzidos a presença não apenas de aliens mas também de humanos e, especificamente, de militares.

Estas são questões bastante incômodas mas quem conhece a história humana antiga e recente sabe que os governos não defendem uma agenda a favor da humanidade: o 11 de setembro de 2001, reconhecidamente um trabalho interno do governo estadunidense segundo pesquisas feitas com o próprio povo dos EUA e segundo evidências apontadas por diversas organizações civis, cientistas e pesquisadores que transformaram suas investigações em documentários atestam isto.

Seria a revelação entre as elites governamentais e aliens o autêntico apocalipse?

Projetos como o MK Ultra revelam como um governo pode trabalhar contra seu próprio povo, obedecendo a uma agenda que é estranha ao humano.

A negativa dos governos com relação a presença alienígena só indica uma coisa em função de todas as evidências, relatos e testemunhos de milhares de abduzidos e contatados pelo mundo à fora: uma aliança espúria entre as elites deste mundo e certos grupos alienígenas, fato este abordado por séries de TV e filmes, o que dá um contorno ficcional ao tema, mas uma coisa é certa: a realidade é muito mais incrível que a ficção e cabe a cada um de nós investigá-la em vez de esconder-se em racionalizações e negativas que atendem aos interesses de uma agenda contrária a toda a humanidade.


Nenhum comentário: