Ascensão - 2ª parte - Efeitos da Ascensão

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Todo o processo de ascensão e elevação envolve esforço, sacrifício e energia. Imagine-se escalando uma montanha, subindo uma íngreme ladeira, galgando um patamar mais alto, indo passo a passo pela escadaria de um alto prédio até a cobertura e, então, compreenderás que a ascensão não é um processo fácil, a não ser que tenhas treinamento prévio através de uma disciplina árdua. Como um carro que precisa fazer uma viagem em direção à Serra precisamos de motor potente, de combustível suficiente, manutenção adequada, revisão em dia e uma direção segura.

A ascensão é um vôo do espírito, precisamos ter asas para tal vôo. Serpenteamos pela Terra e agora precisamos alçar vôo revivendo o mito de Quetzalcoatl, o pássaro-serpente ou a serpente emplumada dos mitos dos povos pré-colombianos: olmecas, toltecas, maias e astecas.

Velhas formas de ser precisam ser abandonadas no processo de ascensão e o apego a estas antigas formas podem gerar alguns efeitos e/ou problemas: de saúde (por exemplo, resfriados, fraquezas), no campo emocional (tristeza, angústia), no campo mental (ansiedade, depressão, diálogo interior exacerbado). A natureza da mudança é a incerteza e isto coloca o “status quo” do nosso ego em xeque, assim o processo de ascensão é um processo de abandono do eu, então, o ego luta para manter a situação tal como está, mesmo que ela seja uma situação questionável, mas a fricção entre o desejo de manter-se tal e qual e a pressão da energia da ascensão gera um processo dialético e de crise que pede uma solução.

O processo de ascensão é um imperativo evolutivo e um desafio existencial para cada ser envolvido neste campo de energia. Trata-se de nosso primeiro vôo, a saída do ninho, a escapada da matrix, a grande desilusão.

O campo de energia da ascensão é a novidade deste momento cósmico. Ele atua no plano pessoal mostrando nossos enganos e no coletivo mostrando as consequências de nossas opções sociais e políticas. Ele atua na área política e econômica trazendo à tona os escândalos de corrupção. Ele atua na área científica estimulando a criatividade que gera descobertas em prol do bem comum. Ele atua no campo espiritual aumentando a sensibilidade e a percepção.

Tal campo acirra a luta entre as forças de ascensão e descenso, de evolução e involução, é um momento de revelação, luta e escolha. Este é o significado da palavra apocalipse, revelação. Do Grego APOKALYPSIS, de APOKALYPTEIN, “desvendar, descobrir, revelar”, de APO-, “sobre”, mais KALYPTEIN, “cobrir, esconder”.

A batalha é vibracional, em essência, e se dá por dentro e por fora do ser. Tudo é vibração, nos diz a lei hermética no seu 3º princípio:

"Nada está parado; tudo se move; tudo vibra”.

"Aquele que compreende o princípio de vibração alcançou o cetro do poder".

Este cetro do poder está em nós mesmos, é a nossa coluna central e o canal de energia sutil conhecido na Ioga como Sushumna, por onde se expressa em nós a energia da ascensão: Kundalini-Shakti.

F.A.

Um comentário:

Maria do Carmo disse...

Este texto, assim como o primeiro é maravilhoso. Parabéns !