Passar-se a limpo

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Para entender o presente e conhecer o futuro estude o passado.

Passar-se a limpo é o que mais importa.

O exterior é reflexo do interior.

Para conhecer uma pessoa estude suas relações. Uma pessoa é o que é suas relações, cada relação é um espelho multifacetado da alma de uma pessoa. Simples assim. Muito simples.

Não avalie ninguém sob efeito da paixão, antes tenha paixão por compreender a si e ao outro. Observe-se, seja um caçador de si, um espreitador da própria alma e comportamento.

Para conhecer a si mesmo recapitule sua própria vida sem justificativas, racionalizações, culpas ou desculpas. Seja imparcial, seja implacável e ao mesmo tempo gentil. Isto é ser capaz de desenvolver um tipo de inteligência (intra-pessoal) que é a chave para saber viver. A exigência maior aqui é: seja paciente, sobretudo consigo mesmo. Eis os princípios da espreita: implacabilidade sem ser cruel; gentileza sem ser bobo; astúcia sem ser maquiavélico e paciência sem ser passivo.

Não há livro mais interessante para alguém do que si mesmo, pois este estudo de si livra o ser de sofrer a eterna repetição de erros constituída pelo próprio ego, este conjunto de rotinas viciadas que impede qualquer mudança efetiva.

Nenhum comentário: