Sobre o mal

terça-feira, 9 de agosto de 2016

É normal que as pessoas não queiram ver a realidade do mal, pois ela questiona paradigmas que são muito caros para quem foi formado na idéia de que Deus é bom e de que todos os humanos são essencialmente bons.

Bem, isto não é absolutamente verdadeiro se olharmos a mitologia dos diferentes povos, em especial a matriz cultural judaico-cristã, e a realidade do comportamento psicopata.

O mal não tem ideologia, mas pode ser manipulado ideologicamente.

O mal não tem partido, mas os lados opostos se satanizam mutuamente.

O mal pode ser relativizado enquanto conceito, mas isto não significa que ele não exista.

Mas o que é a realidade do mal?

O mal que não quer se ver (em si mesmo ou na sociedade) já é um mal inicial.

E este mal inicial, que nega-se a ver a realidade do mal, permite que aqueles que operam nas sombras nunca sejam efetivamente percebidos, antes são justificados socialmente ou até por uma falsa espiritualidade.

O humano atual pensa que em sua inconsciência age mal, mas o que ele não percebe em sua inconsciência é a existência de um sistema e de agentes deste sistema que agem como predadores de humanos.

E há exemplos disso em abundância sem precisarmos entrar em assuntos espirituais, esotéricos ou ocultistas. O próprio sistema capitalista é altamente predador e valoriza o estilo do predador.  Assim como foi o sistema escravagista e o servil. O capitalismo é um upgrade deste sistema predador que vigora há séculos e séculos na humanidade.

Negar a existência do mal, mesmo no campo desta realidade, não nos faz menos responsáveis pelas suas manifestações. Antes é esta ingenuidade e negação ingênua que propicia as condições necessários para o florescimento de um sistema predador cada vez mais sofisticado e organizado.

F.

2 comentários:

del carvalho disse...

Oi Fernando pensamento bem real e arguto,mas o que se faz com o percebimento,sabemos que estamos a serpredados e que tambem numa ou noutra ocasião contribuimos e bem para o sistema predatorio(falo por mim)
grande abraço
del

Unknown disse...

Muito sábio, só não vê quem não quer ou nasceu desprovido de qualquer traço de inteligência. O capitalismo com seu estímulo ao consumo desenfreado e ao hedonismo sem consequências tem ao longo do tempo causado um mal inimaginável para a sociedade